Moçambique prevê registar 14 milhões de eleitores até finais de maio

O Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) de Moçambique anunciou hoje que está tudo a postos para o início do recenseamento eleitoral, prevendo registar cerca de 14 milhões de eleitores até finais de maio.

Moçambique prevê registar 14 milhões de eleitores até finais de maio

Moçambique prevê registar 14 milhões de eleitores até finais de maio

O Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) de Moçambique anunciou hoje que está tudo a postos para o início do recenseamento eleitoral, prevendo registar cerca de 14 milhões de eleitores até finais de maio.

“Estão todas as condições criadas para o arranque do recenseamento eleitoral, quer condições materiais e humanas”, disse Cláudio Langa, porta-voz do STAE, que falava em Maputo, em conferência de imprensa convocada para anunciar o arranque do recenseamento eleitoral no dia 15 de abril.

O recenseamento eleitoral terá duração de 46 dias, a contar a partir de segunda-feira.

O orçamento do recenseamento eleitoral está estimado em 4.000 milhões de meticais (55 milhões de euros).

O STAE preparou mais de oito mil postos e cinco mil brigadas, que vão cobrir todo país.

As autoridades eleitorais têm disponíveis cerca de 16 mil brigadistas, seis mil agentes de educação cívica e cinco mil agentes da polícia.

Estão ainda disponíveis mais de cinco mil computadores, kits de painéis solares e geradores.

As eleições gerais estão marcadas para 15 de outubro.

Pela primeira vez, além de escolherem o parlamento e o Presidente da República, os moçambicanos vão eleger os governadores das 11 províncias, que deixam de ser nomeados pelo poder central.

RIZR // PVJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS