Ministro angolano do Petróleos quer “maior dinamismo” do Instituto Geológico

O ministro angolano dos Recursos Naturais e do Petróleo, Diamantino Pedro Azevedo, disse hoje que a economia “necessita de um contributo maior do setor geológico e da atividade mineira”, apelando ao “maior dinamismo” do Instituto Geológico de Angola (IGEO).

Ministro angolano do Petróleos quer

Ministro angolano do Petróleos quer “maior dinamismo” do Instituto Geológico

O ministro angolano dos Recursos Naturais e do Petróleo, Diamantino Pedro Azevedo, disse hoje que a economia “necessita de um contributo maior do setor geológico e da atividade mineira”, apelando ao “maior dinamismo” do Instituto Geológico de Angola (IGEO).

O ministro, que deu hoje posse ao novo conselho de administração do IGEO constituído por Canga Xiaquivuila (presidente do Conselho de Administração) e os administradores José Manuel e Elizabeth Cristina Gomes Botelho de Carvalho destacou que “a nova faceta” do instituto pretende dar seguimento à legislação em vigor e permitir “maior dinamismo”

“O momento da nossa economia necessita do contributo ainda maior do setor geológico e da atividade mineira e, devido ao grau ainda incipiente da geologia do nosso país, cabe ao IGEO uma tarefa árdua de contribuir para a melhoria desse conhecimento geológico”, realçou o governante.

Entre as principais tarefas que o IGEO tem pela frente, o ministrou apontou a conclusão do Plano Nacional de Geologia “que necessita de um impulso maior “para que o país possa começar a beneficiar dos investimentos que fez neste plano, bem como dinamizar outras atividades.

Ao IGEO está atribuída “a investigação geológica para vários fins, não só para a promoção da atividade mineira, mas também para todas as outras ações governativas que necessitam do conhecimento geológico”, acrescentou.

Diamantino Pedro Azevedo instou ainda o IGEO a colaborar e pedir apoio de outras instituições como a a Agência Nacional dos Petróleos, a ENDIAMA (companhia de diamantes) e a Sonangol, bem como congéneres internacionais , sublinhando que a relevância da instituição será medida em função dos resultados e “contributo para a resolução dos problemas do país”.

RCR // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS