Migrações: Ameaça de ofensiva turca leva Grécia a aumentar transferências de refugiados

As autoridades gregas vão expandir o programa de transferência de migrantes dos campos sobrelotados nas ilhas para o continente por temerem que uma anunciada ofensiva turca contra as milícias curdas na Síria aumente o número de refugiados.

Migrações: Ameaça de ofensiva turca leva Grécia a aumentar transferências de refugiados

Migrações: Ameaça de ofensiva turca leva Grécia a aumentar transferências de refugiados

As autoridades gregas vão expandir o programa de transferência de migrantes dos campos sobrelotados nas ilhas para o continente por temerem que uma anunciada ofensiva turca contra as milícias curdas na Síria aumente o número de refugiados.

A preocupação da Grécia aumentou hoje, depois de o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ter dito que uma ofensiva turca pode ser lançada a qualquer momento no nordeste da Síria para “limpar” a região de “terroristas”.

A ameaça foi feita na sequência de um anúncio feito no domingo pela Casa Branca que garantia que as tropas dos Estados Unidos estacionadas na Síria seriam retiradas da fronteira com a Turquia já que este país iria desencadear “em breve” uma intervenção militar no norte da Síria.

A intervenção deverá resultar num aumento dos refugiados que pretendem fugir da Turquia para os países da União Europeia e que, em muitos casos, optam pela rota do Mediterrâneo, ou seja, pelos destinos Itália, Grécia e Malta.

Nas últimas semanas, o número de migrantes que chegou às ilhas do mar Egeu multiplicou-se e o campo de Moria, o maior da região, passou a albergar cerca de 13 mil pessoas, quando a sua capacidade é para três mil.

O Governo grego anunciou na semana passada um plano para devolver 10 mil migrantes à Turquia até ao final de 2020, número muito superior aos 1.800 que foram reenviados para aquele país nos últimos quatro anos e meio.

Também o autarca de Lesbos e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) pediram às autoridades gregas que “descongestionem imediatamente” o campo de refugiados de Moria, depois de um incêndio na semana passada, e que “acelerem as transferências para o continente”.

Hoje, mais de 500 migrantes que estavam nas ilhas à procura de asilo chegaram ao porto de Pireu, perto de Atenas, e foram levados em autocarros para um novo campo de acolhimento no Norte da Grécia.

O plano de transferências para o continente foi já aumentado, para incluir as cinco ilhas gregas no leste do Mar Egeu com campos de refugiados, mas o programa pode não chegar para descongestionar as ilhas caso os refugiados da Turquia aumentem.

O ministro da Migração da Grécia, Giorgos Koumoutsakos, disse que o Governo planeia criar campos menores em vários locais do continente.

“Não estamos a transferir as pessoas de campos sobrelotados para outros”, afirmou Koumoutsakos numa entrevista a uma televisão.

“Vamos ter instalações menores espalhadas por todo o país, que não perturbarão as comunidades locais e ajudarão a controlar melhor a situação”, explicou.

PMC // FPA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS