Mendy, o futebolista acusado de oito violações e assédio, nega tudo: “Elas vinham até mim”

Benjamin Mendy, defesa-esquerdo do Manchester City, acusado de 10 crimes sexuais, falou pela primeira vez em tribunal e negou tudo. Sei que não sou o Brad Pitt e também sabia que as mulheres não vinham ter comigo pelo meu aspeto físico”.

Mendy, o futebolista acusado de oito violações e assédio, nega tudo: “Elas vinham até mim”

Benjamin Mendy, defesa-esquerdo do Manchester City, acusado de 10 crimes sexuais, falou pela primeira vez em tribunal e negou tudo. Sei que não sou o Brad Pitt e também sabia que as mulheres não vinham ter comigo pelo meu aspeto físico”.

Benjamin Mendy, defesa-esquerdo do Manchester City, começou, esta segunda-feira, a ser ouvido no tribunal de Chester, em Inglaterra, no âmbito do caso em que é acusado de oito crimes de violação, uma tentativa de violação e ainda um abuso sexual. Os crimes  terão ocorrido na sua casa, em Manchester, entre outubro de 2018 e agosto de 2021. Nessa altura, o gaulês foi detido e esteve preso até janeiro de 2022, sendo então libertado sob fiança.

“Se dissessem que não, aceitava e parava”, Mendy

O internacional francês, que durante os primeiros meses do julgamento foi retratado pela acusação e pelas alegadas vítimas como um predador insaciável e abusador, negou todas as acusações. Respondendo a perguntas do seu advogado, Mendy negou ter relações não consentidas. “Elas vinham a mim”, disse, justificando que por causa da sua condição de jogador de elite, as mulheres o procuravam. O futebolista assumiu gostar “de dormir com muitas mulheres”, mas esclareceu: “Se elas quisessem fazer sexo e eu também, estava tudo bem. Se dissessem que não, aceitava e parava”.

“Quando cheguei a Inglaterra, comecei a receber muitas mensagens no Instagram. A minha popularidade junto das mulheres aumentou mais de 10 vezes e eu era muito direto com elas: se elas queriam sexo e eu também, não havia qualquer problema com isso. Sei que não sou o Brad Pitt e também sabia que as mulheres não vinham ter comigo pelo meu aspeto físico”, afirmou.

Benjamin Mendy falou ainda sobre o período em que esteve em prisão preventiva entre agosto de 2021 e janeiro de 2022. “[A detenção] Serviu para pensar sobre toda a minha vida porque nunca tive tempo para isso. Estive sozinho na cela e, pela primeira vez na vida, aprendi o valor do dinheiro. Foi a primeira vez que tive de pensar no que conseguia comer com aquele dinheiro [quatro libras]. Foi um período duro e, agora, até prefiro estar sozinho do que convidar pessoas para casa”, admitiu Mendy.

Fotos: D.R. e reprodução Instagram Benhamin Mendy

Impala Instagram


RELACIONADOS