Mata mãe de 91 anos com golpes de forquilha

Maria da Conceição Penida tinha também várias lesões que foram descobertas na autópsia.

Mata mãe de 91 anos com golpes de forquilha

Mata mãe de 91 anos com golpes de forquilha

Maria da Conceição Penida tinha também várias lesões que foram descobertas na autópsia.

Aos 53 anos, Vítor Fernandes matou a mãe, de 91 anos, de forma muito violenta. O crime aconteceu em novembro do ano passado. De acordo com o Correio da Manhã, um inspetor da PJ, que foi ontem ouvido no início do julgamento levado a cabo no Tribunal de Matosinhos, afirmou que a idosa tinha várias queimaduras no corpo resultantes do fogo que foi ateado em casa, em Vila Chã, Vila do Conde.

Segundo a mesma publicação, Maria da Conceição Penida tinha tinha também várias lesões que foram descobertas na autópsia. A mulher tinha «17 lesões perfurantes, que afetaram os pulmões e o coração. O arguido admitiu, depois, informalmente que usou a forquilha para atingir a mãe. Esse utensílio tinha vestígios de ADN da vítima», refere citando o inspetor.  O arguido manteve sempre o silêncio no tribunal.

Vítor está acusado de ter regado a mãe com álcool na própria cama e de ter ateado fogo à idosa. A mulher ainda conseguiu arrastar-se até ao corredor da habitação, mas acabou golpeada com uma forquilha. O Ministério Público considera que Vítor tem uma descompensação psicótica e é considerado inimputável perigoso. Segundo o inspetor, o arguido disse que tinha sido o autor do crime, mas depois afirmou que «uma bruxa assassinou a mãe».

 

 

LEIA MAIS

Meteorologia: Previsão do tempo para quinta-feira, 24 de setembro

 

Impala Instagram


RELACIONADOS