1. HOME >
  2. NOTíCIAS
Malária provocou mais de 7.000 mortos em Angola em 2018

Malária provocou mais de 7.000 mortos em Angola em 2018

Angola registou 7.356 mortes por malária em 2018, uma quebra para quase metade face ao ano anterior, mas continuando a doença a ser a principal causa de morte no país, indicam dados preliminares do Ministério da Saúde.

Angola registou 7.356 mortes por malária em 2018, uma quebra para quase metade face ao ano anterior, mas continuando a doença a ser a principal causa de morte no país, indicam dados preliminares do Ministério da Saúde.

De acordo com um relatório do Ministério da Saúde de Angola, a que a agência Lusa teve hoje acesso, aquele país lusófono registou em 2018 um total de 3.007.111 casos de malária.

Contudo, esta estatística demonstra uma significativa redução do total de óbitos, comparativamente a 2017, ano em que o país registou 13.967 mortes, entre um total de 4.500.221 casos.

LEIA MAIS: Alandroal: Matou duas mulheres com tiros de pistola e tentou suicídio

A malária é a principal causa de morte por doenças em Angola, e igualmente de internamentos hospitalares e ausências escolares ou do trabalho.

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Malária provocou mais de 7.000 mortos em Angola em 2018

Angola registou 7.356 mortes por malária em 2018, uma quebra para quase metade face ao ano anterior, mas continuando a doença a ser a principal causa de morte no país, indicam dados preliminares do Ministério da Saúde.