Luiza Rozova, a “filha secreta” de Putin que é vista como a “filha do diabo”

Luiza Rozova tem 18 anos, é vista como a filha secreta de Vladimir Putin e está a ser atacada nas redes sociais, sendo apelidada de “filha do diabo”.

Luiza Rozova, a “filha secreta” de Putin que é vista como a “filha do diabo”

Luiza Rozova, a “filha secreta” de Putin que é vista como a “filha do diabo”

Luiza Rozova tem 18 anos, é vista como a filha secreta de Vladimir Putin e está a ser atacada nas redes sociais, sendo apelidada de “filha do diabo”.

É conhecida pelo nome Luiza Rozova. E também Elizaveta Krivonogikh. Tem apenas 18 anos, é estudante em São Petersburgo, na Rússia. E está a ser atacada nas redes sociais, sendo apelidada de “filha do diabo”. É que a adolescente é vista como a filha secreta de Vladimir Putin. Que terá nascido de uma alegada relação do presidente russo com Svetlana Krivonogikh.

LEIA AINDA
Modelo oferece-se para fazer sexo com soldados russos que desafiem presidente russo

Existem vários argumentos que são apontados como as bases que sustentam esta história. Um deles é o facto de Svetlana ter passado, quase misteriosamente, de empregada de limpezas a multimilionária. Sendo agora, aos 45 anos, sócia de um dos maiores bancos russos. Além disso, a mulher que detém uma casa no Mónaco, avaliada em 3,7 milhões de euros, nunca comentou os rumores de que Putin é o pai da sua filha. Por outro lado, muitos apontam as semelhanças físicas que Luiza tem em comparação com o presidente russo.

“Filha de um assassino, criminoso de guerra, psicopata e viciado em drogas”

Isto foi o que bastou para que as redes sociais da jovem fossem inundadas com ataques. “Estás sentada no bunker? Como um rato?”, escreve um utilizador. “Filha de um assassino, criminoso de guerra, psicopata e viciado em drogas” é outro dos ataques. Há também quem apelide Luiza de “filha do diabo”. Outros apelam a que fale com o alegado pai para que termine a invasão à Ucrânia.

Existem outros que pedem para que não sejam deixados mais comentários ofensivos. “Ela não pode fazer nada por ter um pai maluco” e “a culpa não é dela” são dois exemplos de palavras em defesa de Luiza. Algo com que algumas pessoas não concordam. “É culpada de cumplicidade passiva. É o mesmo que a maioria dos alemães no período nazista”, defende uma pessoa. Luiza não faz publicações nas redes sociais há cinco meses e existem rumores de que terá sido Putin a silenciar a jovem.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: DR

Impala Instagram


RELACIONADOS