Lili Caneças: «A nova geração gosta muito de mim» [vídeo]

A socialite atuou no Digital Stage do Rock in Rio Lisboa ao lado de três youtubers portugueses e quer repetir a façanha.

Há cada vez mais espaço para todo o tipo de produção musical no Rock in Rio. Nesta edição, o Digital Stage do Parque da Bela Vista deu a oportunidade de ‘Dois brancos & um preto’, um grupo de três youtubers portugueses – Fábio Lopes (Conguito), Bruno Leça (Nurb) e Pakistan – de darem a conhecer o “Trap Pimba”, nome do seu primeiro álbum.

Aí, podem-se ouvir um conjunto de paródias à música popular portuguesa, misturadas com ritmos de hip-hop. Num dos seus maiores hits, que foi cantado neste sábado, 30 de julho, esteve Lili Caneças. Após a atuação, falámos com este quarteto improvável. Veja no vídeo abaixo:

«Gostei imenso. Pena ser tão pouco tempo», disse a socialite pouco depois de cantar “Calhambeque”, música do grupo de youtubers que convoca a famosa letra d’’A Garagem da Vizinha’ de Quim Barreiros numa melodia diferente. «Eu até me questionei aos meninos o que íamos fazer se começassem todos a cantar ‘Lili, Lili, Lili’ porque eu sei que a nova geração gosta muito de mim porque são os meus seguidores no Instagram», disse Lili Caneças que não quis deixar passar o impacto positivo que os jovens youtubers trazem para si nas redes sociais.

Ainda sobre o concerto, a socialite diz-nos que entendeu com os jovens «que o melhor é sair em grande, no seu esplendor, deixar um bocadinho de água na boca». A ideia era até «por o público a dizer ‘Pode ser que eles venham a atuar no Rio de Janeiro, por exemplo, ou noutro sítio qualquer como Nova Iorque ou já que cantamos em português num país das CPLP [Comunidade dos Países de Língua Portuguesa]», explicou muito bem-disposta Lili Caneças.

Os três jovens elogiaram Lili Caneças, mas nada surpreendidos com o que viria a acontecer no Rock in Rio. «É épico. Eu percebi logo nos ensaios que isto não ia ser uma grande surpresa. Correu muito bem», disse Nurb.

LEIA MAIS: Lili Caneças admite: «Não preciso de patrocínios. Eu tenho o dinheiro que chegue»

«É um privilégio estar ao lado dela, e não é só no Instagram, mas sim no mundo e em Portugal. Não há ninguém no país com o estatuto da “Tia” Lili Caneças e como ela», sublinhou Conguito. Já Pakistan subscreveu os amigos e deixou uma questão a uma conhecida colega da socialite: «Qual Cinha Jardim? Quem é? Lili! [risos]».

 


As redes sociais e o mundo digital têm caído nas boas graças de Lili Caneças, algo que também parece dar frutos aos jovens youtubers que já contam com milhares de seguidores pelo país.

A socialite explicou-nos tudo: «Os meninos são tão queridos e fazem um sucesso. O Nurb deixa as miúdas todas óóóóóóó, o Paki também e o Conguito com o seu género mais ‘luck n’lover’. Em relação ao meu Instagram é que eu tenho mais pachorra. Eles perguntam-me ‘ó “Tia” qual é a marca desse vestido?’, ‘ó “Tia” o que levo vestido para um casamento?’. Eu respondo a todos, assim como o Conguito me mandou por ‘instadirect’ [serviço de mensagens da rede social Instagram]: ‘ó Tia nós somos jovens empreendedores, vamos fazer um videoclipe de hiphop alternativo e pensámos em ti’, estes miúdos só podem ser fantásticos».

«Claro que é a “Tia” que nos dá mais seguidores.», disse Conguito sobre Lili Caneças

Irá Lili Caneças seguir a carreira que tornou Nurb, Conguito e Pakistan conhecidos e criar um canal de YouTube? «Eu não penso no que quero a seguir. Tem de ser imponderável, imprevisto e decente, claro!», enfatizou a socialite. Logo a seguir, os youtubers apoiaram a ideia e referiram: «Nunca sabemos o dia de amanhã. Se querermos fazer uma coisa diferente, ligamos à “Tia” [Lili Caneças] e ela acaba por alinhar porque as nossas ideias são um bocado malucas».

Fotos: Nuno Moreira | Entrevista e texto: Francisco Correia

LEIA MAIS: Youtuber portuguesa sofre acidente em museu


RELACIONADOS