Julgamento Alcochete: 23 arguidos «estiveram quatro horas presos ilegalmente»

Advogado Miguel Matias indica que 23 arguidos estiveram presos ilegalmente durante 4 horas.

Julgamento Alcochete: 23 arguidos «estiveram quatro horas presos ilegalmente»

Julgamento Alcochete: 23 arguidos «estiveram quatro horas presos ilegalmente»

Advogado Miguel Matias indica que 23 arguidos estiveram presos ilegalmente durante 4 horas.

O comandante da primeira patrulha policial a chegar à Academia de Alcochete a 15 de maio, de 2018, Tiago Mateus, garante que viu sangue no chão do balneário da equipa do Sporting.

LEIA DEPOIS
Milionário suspeito de pagar orgias com menores: «É a minha namorada. Tem 18 anos»

O militar, que foi chamado como testemunha no segunda dia do julgamento, reconstituiu o dia do ataque à Academia e recordou: «Disseram-me que já havia jogadores agredidos e, quando cheguei, vi instalações danificadas, sangue no chão e tudo virado ao contrário. Mas jogadores feridos não vi».

Durante a inquirição a Tiago Mateus, o advogado Miguel Matias, perguntou ao militar se os primeiros 23 ditos chegaram a ser libertados. A juíza Sílvia Pires ficou intrigada com a questão, mas o advogado, representante de um desses 23 arguidos, afirma que constam do processo ordens de libertação e que «nunca chegaram a ser executadas». «Estiveram quatro horas presos ilegalmente» até serem detidos novamente.

Bruno de Carvalho dispensado das audiências

advogado de Bruno de CarvalhoMiguel Fonseca, pediu à juíza Sílvia Pires, para dispensar o seu cliente das próximas sessões do julgamento, «uma vez que não tem meio de transporte próprio e tem ocupação profissional duas horas de manhã e duas horas de tarde».

A defesa do arguido acrescenta ainda que o ex-presidente do Sporting «estará presente quando o tribunal entender que deve estar». A juíza acedeu ao pedido, na condição de que Bruno de Carvalho terá de estar presente «no dia das alegações do Ministério Público». O ex-presidente dos leões é um dos principais arguidos do caso e está acusado de autor moral do ataque à Academia de Alcochete.

LEIA MAIS
Sporting: Bruno Jacinto teve conhecimento da ida dos adeptos à Academia no dia anterior

Impala Instagram


RELACIONADOS