Inácio com sentimento de vitória na ‘Champions’ após permanência do Aves

O treinador do Desportivo das Aves disse hoje que a permanência da equipa na I Liga de futebol lhe provocou uma sensação de vitória na ‘Champions’, mas prometeu compromisso dos jogadores frente ao Moreirense, na 33.ª jornada.

Inácio com sentimento de vitória na 'Champions' após permanência do Aves

Inácio com sentimento de vitória na ‘Champions’ após permanência do Aves

O treinador do Desportivo das Aves disse hoje que a permanência da equipa na I Liga de futebol lhe provocou uma sensação de vitória na ‘Champions’, mas prometeu compromisso dos jogadores frente ao Moreirense, na 33.ª jornada.

“A primeira reação após a concretização da permanência do Aves [após a derrota caseira do Tondela, por 3-1, rente ao Santa Clara] foi como se tivesse ganhado a Liga dos Campeões. Foi uma segunda volta, já posso dizer, notável e brilhante. Alcançámos a pontuação que sempre falei, dos 36 pontos, e agora temos de redefinir os objetivos em termos pontuais e classificativos”, disse Augusto Inácio, na conferência de antevisão ao jogo de sexta-feira.

O técnico do Aves disse querer os seis pontos em disputa, a começar pelo dérbi frente ao Moreirense, a quem deu os parabéns pela “extraordinária época” realizada, num jogo em que seus jogadores vão entrar aliviados das “toneladas de peso” para ganhar.

“Estamos felizes e orgulhosos do que foi feito, mas há um emblema a defender. Queremos melhorar a já maior pontuação de sempre do Aves na I Liga e obter a melhor classificação possível. Vamos entrar com a responsabilidade de querer ganhar, mas sem as toneladas de peso para ganhar, como até aqui, e celebrar [a permanência] com os nossos adeptos”, precisou.

Apesar de a permanência estar assegurada, Inácio prometeu atitude dos seus jogadores, adiantando que “vai ser como se os pontos fossem necessários” num “jogo de orgulho entre vizinhos, em que o Aves vai querer ficar por cima”, adiando para a última jornada, em Santa Maria da Feira, algumas novidades no ‘onze’.

O técnico do Aves comentou ainda os preparativos da nova temporada, reconhecendo que o grau de exigência será maior ao da segunda volta, coincidindo com o seu ingresso no clube, revelou que tem defendido nas reuniões já realizadas melhorias em todos os aspetos e confirmou o regresso ao trabalho no dia 20 de junho.

“Se o Aves quer crescer como clube e como equipa, pensando noutros objetivos, num campeonato mais tranquilo, tem de melhorar em todos os aspetos. Está definido que os jogadores entram de férias a seguir ao último jogo e regressam a 20 de junho, o estágio de pré-temporada está praticamente definido e na cabeça tenho dois planos, sendo um sistema mais vincado do que o outro”, adiantou.

Inácio admitiu que vai tudo depender dos jogadores que pretende para a equipa, entre reforços e continuidades, sendo certo que o Aves não pretende continuar a ser ‘barriga de aluguer’.

“Por princípio, não queremos mais jogadores emprestados, a não ser em casos específicos, que tragam alguma vantagem para o Aves. O Baldé fez uma grande temporada, mas regressa ao Sporting e não haverá dividendos para o Aves. Se o Sporting não o quiser aproveitar, deixe-o aqui, que tem um futuro risonho à sua frente”, concluiu.

Jorge Fellipe, a cumprir castigo, é a única ausência confirmada no Aves, 12.º classificado, com 36 pontos, para a receção ao Moreirense, quinto, com 49. O jogo de abertura da 33.ª e penúltima jornada realiza-se na sexta-feira, às 20:30, e terá arbitragem de João Capela, da associação de Lisboa.

CYA // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS