Imigrantes ilegais detetados em Olhão serão hoje ouvidos por intérprete do SEF

Os imigrantes ilegais que seguiam na embarcação detetadas na madrugada de hoje pela Polícia marítima em Olhão não têm documentos e serão ainda hoje ouvidos por um intérprete do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, disse fonte deste organismo.

Imigrantes ilegais detetados em Olhão serão hoje ouvidos por intérprete do SEF

Imigrantes ilegais detetados em Olhão serão hoje ouvidos por intérprete do SEF

Os imigrantes ilegais que seguiam na embarcação detetadas na madrugada de hoje pela Polícia marítima em Olhão não têm documentos e serão ainda hoje ouvidos por um intérprete do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, disse fonte deste organismo.

A mesma fonte adiantou à agência Lusa que os 11 homens falam “muito pouco francês” e que só depois de o SEF avaliar toda a situação destas pessoas é que será tomada uma decisão.

A Polícia Marítima detetou na madrugada de hoje uma embarcação com 11 imigrantes ilegais a bordo junto a Olhão, três dos quais tiveram de ser transportados ao Hospital de Faro para despistar problema de saúde.

Segundo disse à agência Lusa o comandante André Morais, da Polícia Marítima de Olhão, distrito de Faro, a embarcação de madeira foi detetada cerca das 04:30 e a bordo estavam 11 homens, com idades compreendidas entre os 21 e os 30 anos, “provavelmente vindos do Norte de África”.

“Foram levados para o comando da Polícia Marítima de Olhão para tentativa de identificação e serão entregues ao Serviço de estrangeiros e Fronteiras”, explicou.

Em dezembro, oito migrantes de nacionalidade marroquina, desembarcaram na praia de Monte Gordo, no distrito Faro, e foram acolhidos por Portugal ao abrigo do quadro de proteção internacional aplicado a outros estrangeiros resgatados no mediterrâneo que chegaram ao país provenientes de países como Itália e Malta.

SO // SB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS