Homem fica em risco de vida por roer as unhas

Um homem de 28 anos este quatro dias internado e quase morreu por roer as unhas.

Homem fica em risco de vida por roer as unhas

Homem fica em risco de vida por roer as unhas

Um homem de 28 anos este quatro dias internado e quase morreu por roer as unhas.

Luke Hanoman, pai de duas crianças, esteve às portas da morte após ter tido uma septicemia (uma infecção generalizada), originada pelo facto de roer as unhas. De acordo com a publicação britância Daily Mirror, o homem de 28 anos, residente em Southport, em Inglaterra, terá sentido-se mal depois de ter mordido a pele que se encontra à volta da unha. De seguida, Luke começou a ter sintomas semelhantes a uma gripe e decidiu tentar curar-se sem assistência médica.  Passado uma semana, o homem acabou por ter de ir de emergência para o hospital.

LEIA DEPOIS
Bactéria na saliva dos cães mata mulher e leva homem a ser amputado

Sintomas de gripe depois de roer as unhas eram afinal um infeção generalizada

Na realidade, os alegados sintomas de gripe eram sinais de que a infecção se estava a espalhar pelo sangue. O homem acabou por ficar quatro dias internado na unidade hospitalar onde foi assistido. Os especialistas explicaram que Luke era um sortudo por estar vivo. «Costumava roer as unhas o tempo todo, como forma de controlar a minha ansiedade. E um dia mordi a pele do lado da minha unha. Doeu um pouco, mas não me preocupei», garantiu Luke, atualmente ainda em recuperação.

LEIA MAIS
Tem insónias? Este truque sem medicamentos provoca sono em segundos

Impala Instagram


RELACIONADOS