Homem mais flexível do mundo abusa sexualmente de pelo menos seis menores

O recordista da Guinness, conhecido como o homem mais flexível do mundo, foi condenado por ter abusado sexualmente de pelo menos seis raparigas. O pedófilo gravava os abusos.

Mukhtar Gusengadzhiev, mais conhecido como o homem mais flexível do mundo, foi condenado a 22 anos de prisão pelos crimes de abusos sexuais de menores e por posse de vídeos de pornografia infantil.

LEIA MAIS: Menina de três anos morreu após abuso sexual

O recordista da Guinness de 53 anos abusou sexualmente de pelo menos seis raparigas menores. O famoso contorcionista russo também foi condenado a «tratamento médico forçado para a pedofilia».

De acordo com as autoridades, todas as crianças que foram abusadas eram parentes ou filhas de amigos de Mukhtar. Os crimes ocorreram entre 2012 e 2015.

LEIA TAMBÉM: Música mais ouvida no Brasil incentiva abusos sexuais (+18)

O recordista foi detido após ter sido acusado de ter violado a filha da ex-namorada. Inicialmente, o contorcionista negou os abusos. No entanto, depois da polícia russa ter realizado buscas no apartamento do acusado encontrou vários vídeos de pornografia infantil, gravados pelo próprio.

«O réu travava amizades com mulheres solitárias com filhas, com o intuito de abusar das crianças mais tarde», denunciou a acusação.

O caso tem gerado polémica na Rússia, visto que Mukhtar contava com milhares de fãs no seu país. Rumores garantem que o contorcionista foi incriminado pela ex-namorada. Foi criada inclusive uma petição que pede a libertação do homem mais flexível do mundo. O documento já foi assinado por cerca de 1700 pessoas. «É um caso de vingança e nada mais, porque ele nunca foi fiel à ex-namorada e tinha outras mulheres. Eu não acredito que ele seja pedófilo».

Mukhtar Gusengadzhiev é da mesma opinião e afirma que o estão a incriminar «para ficarem com os imóveis de luxo».

ESPREITE AINDA: Filmaram a violação de uma menor na via pública e não ajudaram a vítima

 

 


RELACIONADOS

Homem mais flexível do mundo abusa sexualmente de pelo menos seis menores

O recordista da Guinness, conhecido como o homem mais flexível do mundo, foi condenado por ter abusado sexualmente de pelo menos seis raparigas. O pedófilo gravava os abusos.