Homem com sintomas de gripe sai do hospital sem pernas nem mão

Paciente de 46 anos chegou ao hospital com dores de cabeça e febre. Foi internado e acordou na unidade hospitalar sem as pernas, a mão esquerda e os dedos da mão direita.

Homem com sintomas de gripe sai do hospital sem pernas nem mão

Homem com sintomas de gripe sai do hospital sem pernas nem mão

Paciente de 46 anos chegou ao hospital com dores de cabeça e febre. Foi internado e acordou na unidade hospitalar sem as pernas, a mão esquerda e os dedos da mão direita.

Paciente dirigiu-se a uma unidade hospitalar em Inglaterra, após dores de cabeça e febre não passarem. Apesar de inicialmente os sintomas apontarem para uma gripe comum, a febre continuou a subir, ultrapassando os 40º. O homem acabou por ser internado de urgência e foi diagnosticado com sépsis, resposta do corpo extremamente grave a uma infecção. Os médicos disseram à mulher do paciente para se preparar, pois era possível que o marido não sobrevivesse. O paciente chegou a entrar em paragem cardiorespiratória, tendo estado morto durante alguns minutos. Depois de reanimado, os médicos viram-se obrigados a ter de amputar alguns membros do paciente, para que este sobrevive-se. O homem implorou por outra solução, mas a cirurgia era imperativa.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para este sábado, 19 de outubro

Internado desde agosto, homem espera poder ir a casa passar o Natal

No dia seguinte, homem acordou sem as duas pernas, a mão esquerda e todos os dedos da mão direita. Os resultados das análises chegaram e foi descoberto que estava infectado com uma bactéria que provocou a sépsis. Internado em agosto, ainda se encontra a recuperar no hospital, mas espera ir passar o Natal a casa. «Espero coisas boas a partir de agora porque sobrevivi a isto. Continuo a viver e tenho muitas coisas que ainda quero fazer. Vou continuar a ser o melhor pai e marido que puder e só consigo agradecer de todo o coração aos médicos que me salvaram e à minha mulher, que nunca saiu do meu lado e sempre será o meu apoio», referiu.

LEIA MAIS
Dos 1.070 médicos alvo de processos disciplinares nenhum foi expulso
Tentou queimar viva namorada grávida

Impala Instagram


RELACIONADOS