Harvey Weinstein culpado de três agressões sexuais em Los Angeles

O ex-produtor de cinema norte-americano Harvey Weinstein foi na segunda-feira considerado culpado de violação e duas agressões sexuais, quase metade das acusações pelas quais havia sido processado por quatro mulheres, no final do seu julgamento em Los Angeles.

Harvey Weinstein culpado de três agressões sexuais em Los Angeles

Harvey Weinstein culpado de três agressões sexuais em Los Angeles

O ex-produtor de cinema norte-americano Harvey Weinstein foi na segunda-feira considerado culpado de violação e duas agressões sexuais, quase metade das acusações pelas quais havia sido processado por quatro mulheres, no final do seu julgamento em Los Angeles.

O ex-produtor de cinema norte-americano Harvey Weinstein foi na segunda-feira considerado culpado de violação e duas agressões sexuais, quase metade das acusações pelas quais havia sido processado por quatro mulheres, no final do seu julgamento em Los Angeles. Depois de duas semanas de deliberações, o júri considerou Weinstein culpado de todas as acusações apresentadas pelo primeiro de quatro acusadores.

Leia depois
Kate Winslet revela por que não partilhou porta de madeira com Leonardo DiCaprio em Titanic
25 anos depois da estreia de Titanic, Kate Winslet dá a conhecer o motivo pelo qual a sua personagem não partilhou a porta de madeira com o personagem de Leonardo DiCaprio (… continue a ler aqui)

Os jurados, no entanto, consideraram-no inocente das acusações de uma segunda mulher e não emitiram um veredicto sobre as acusações de outras duas. Weinstein, de 70 anos, que produziu sucessos premiados como Pulp Fiction (1994) ou O Artista (2011), já tinha sido condenado em Nova Iorque, em 2020, a 23 anos de prisão por ações semelhantes. Durante este novo julgamento, quatro mulheres que testemunharam sob anonimato acusaram o ex-produtor de as ter forçado a fazer sexo em hotéis em Beverly Hills e Los Angeles entre 2004 e 2013. Uma quinta testemunha acabou por se recusar a depor.

Procuradoria descreveu Weinstein como um “ogre todo-poderoso” que domina Hollywood

Após um período de audiências angustiante, muitas vezes interrompido por queixosos, a procuradoria descreveu Weinstein como um “ogre todo-poderoso”, que domina Hollywood — os filmes que produziu receberam mais de 330 nomeações aos Óscares e 81 estatuetas — e impede as suas vítimas de falar, por medo de repercussões nas suas carreiras.

Impala Instagram


RELACIONADOS