Governo alarga validade das receitas da vacina da gripe até ao final do ano

Governo alarga a validade das receitas médicas da vacina da gripe, emitidas a partir de 1 de julho, até ao final do ano.

Governo alarga validade das receitas da vacina da gripe até ao final do ano

Governo alarga validade das receitas da vacina da gripe até ao final do ano

Governo alarga a validade das receitas médicas da vacina da gripe, emitidas a partir de 1 de julho, até ao final do ano.

O Governo alarga a validade das receitas médicas da vacina da gripe, emitidas a partir de 1 de julho, ate o final do ano corrente. A razão é a “possibilidade de existirem constrangimentos no funcionamento dos serviços de Saúde”.

Receitas da vacina da gripe válidas até 31 de dezembro

O despacho, assinado pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, foi publicado esta quinta-feira em Diário da República. No documento, o Ministério da Saúde assinala que, “nas épocas gripais anteriores, o prazo de validade das receitas médicas foi dilatado, com fundamento na possibilidade de existirem constrangimentos no funcionamento dos serviços de Saúde, uma vez que a vacinação contra a gripe, em cada época gripal, implica a prescrição de um elevado número de receitas num período de tempo limitado”.

Esta medida, entende a Direção-Geral da Saúde, justifica-se também este ano para facilitar o acesso à vacina pelos utentes, constituindo “uma mais-valia para os profissionais”.

Nesse sentido, determina-se que “as receitas médicas nas quais sejam prescritas exclusivamente vacinas contra a gripe, para a época gripal de 2021/2022, emitidas a partir de 1 de julho de 2021, são válidas até 31 de dezembro do corrente ano”.

VEJA AGORA
Ministra acusada de "berros" e "bullying" contra funcionários de Loja do Cidadão
Ministra acusada de “berrar” e fazer “bullying” contra funcionários de Loja do Cidadão
Alexandra Leitão, ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, é acusada pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Registos e Notariado de ter “destratado” os trabalhadores de uma Loja do Cidadão à frente de utentes. Ministra rejeita as acusações (… CONTINUE A LER AQUI)

Impala Instagram


RELACIONADOS