Forças de defesa e segurança ocupam posições de rebeldes na província moçambicana de Cabo Delgado

As forças de defesa e segurança (FDS) moçambicanas e veteranos da luta de libertação tomaram posições de rebeldes em Cabo Delgado numa ofensiva realizada durante o último fim-de-semana, anuncia o portal Notícias da Defesa na Internet.

Forças de defesa e segurança ocupam posições de rebeldes na província moçambicana de Cabo Delgado

Forças de defesa e segurança ocupam posições de rebeldes na província moçambicana de Cabo Delgado

As forças de defesa e segurança (FDS) moçambicanas e veteranos da luta de libertação tomaram posições de rebeldes em Cabo Delgado numa ofensiva realizada durante o último fim-de-semana, anuncia o portal Notícias da Defesa na Internet.

O portal tem atuado como órgão não oficial das forças moçambicanas.

Os relatos de uma investida sobre insurgentes nas matas de Auasse, no distrito de Mocímboa da Praia, são referidos por outras fontes, sendo que o portal Notícias da Defesa anuncia que 270 rebeldes terão sido abatidos.

Auasse fica a cerca de 40 quilómetros de Mocímboa da Praia, vila costeira que em meados de agosto foi ocupada por insurgentes, sendo desde então disputada a informação sobre quem controla a localidade e o seu cais.

Ao todo, o Governo moçambicano e as organizações de socorro, nomeadamente as agências das Nações Unidas, apontam para um total de 300.000 deslocados devido ao conflito armado de Cabo Delgado.

Há diferentes estimativas para o número de mortos, que vão de mil a 2.000 vítimas.

LFO // PJA

Lusa/fim

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS