Família de menino que morreu nos braços do pai faz queixa contra hospital

Menino foi operado às amígdalas

Família de menino que morreu nos braços do pai faz queixa contra hospital

Família de menino que morreu nos braços do pai faz queixa contra hospital

Menino foi operado às amígdalas

Os pais do menino de três anos que morreu, no passado domingo, depois de sofrer uma hemorragia vão avançar com um processo contra o Hospital de Vila Franca de Xira, local onde Heitor Oliveira foi operado às amígdalas na sexta-feira, escreve o Correio da Manhã citando o advogado da família.

O menino morreu na manhã deste domingo, 14 de fevereiro, depois de ficar inconsciente nos braços do pai em Santo Estêvão, Benavente. Os Bombeiros Voluntários de Benavente foram acionados apesar de se encontrarem a cerca de 15 quilómetros de distância da habitação da família no bairro 1º de maio. Também uma viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Vila Franca de Xira foi mobilizada para a ocorrência. Ao chegarem à habitação os operacionais encontraram a criança já em paragem cardiorrespiratória. Apesar das múltiplas tentativas de reanimação não conseguiram reverter a situação.

O óbito do menino acabou por ser declarado no local. Os pais, de origem brasileira, e um irmão mais velho assistiram ao episódio traumático e tiveram de ser assistidos e acompanhados por uma equipa de psicólogos do INEM destacada também para a ocorrência.

LEIA MAIS

Meteorologia: Previsão do tempo para quarta-feira, 17 de fevereiro

 

Impala Instagram


RELACIONADOS