Wall Street segue sem uma tendência definida

A bolsa de Nova Iorque seguia hoje sem uma direção definida no início da sessão, após uma semana marcada por ganhos apoiados na perspetiva de uma descida das taxas de juro nos Estados Unidos.

Wall Street segue sem uma tendência definida

Wall Street segue sem uma tendência definida

A bolsa de Nova Iorque seguia hoje sem uma direção definida no início da sessão, após uma semana marcada por ganhos apoiados na perspetiva de uma descida das taxas de juro nos Estados Unidos.

Às 14:50 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones subia 0,26% para 26.788,63 pontos, mas o Nasdaq descia 0,02% para 8.030,05 pontos.

O índice alargado S&P 500 registava uma ligeira variação positiva de 0,05% e estava em 2.951,89 pontos.

Na sexta-feira, a bolsa nova-iorquina encerrou em baixa ligeira, com os investidores a recuperarem algum fôlego no final de uma semana de ganhos sucessivos, depois do tom prudente que a Reserva Federal (Fed) utilizou após a sua reunião de quarta-feira.

O banco central norte-americano deixou as taxas de juro inalteradas entre 2,25% e 2,5%, mas o seu presidente, Jerome Powell, advertiu que aumentou a incerteza devido a conflitos comerciais e a um enfraquecimento da economia mundial, argumentos favoráveis a uma política monetária “um pouco mais acomodatícia”, o que abre caminho a uma possível descida das taxas de juro.

Hoje, Trump voltou a criticar a Reserva Federal, em duas mensagens na rede social Twitter, reclamando uma descida dos juros.

Segundo Trump, a Fed subiu as taxas de juro “muito depressa” e, se tivesse tomado as decisões certas, agora o índice bolsista Dow Jones estaria “uns milhares de pontos acima e o PIB (Produto Interno Bruto) aumentaria 4 ou 5%”.

Os investidores vão agora dar mais atenção ao encontro entre os presidentes norte-americano e chinês, Donald Trump e Xi Jinping, respetivamente, previsto para a cimeira do G20, no Japão, nos próximos dias 28 e 29.

EO (RN) // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS