Wall Street inicia sessão no ‘vermelho’ após dados sobre o emprego nos EUA

A bolsa de Nova Iorque negociava hoje em baixa no início da sessão, após a divulgação do relatório sobre o emprego nos Estados Unidos em junho.

Wall Street inicia sessão no 'vermelho' após dados sobre o emprego nos EUA

Wall Street inicia sessão no ‘vermelho’ após dados sobre o emprego nos EUA

A bolsa de Nova Iorque negociava hoje em baixa no início da sessão, após a divulgação do relatório sobre o emprego nos Estados Unidos em junho.

Às 15:04 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones descia 0,39% para 31.260,83 pontos e o Nasdaq, dominado pelo setor tecnológico, recuava 0,89% para 11.517,89 pontos.

O índice alargado S&P 500 perdia 0,46% para 3.884,64 pontos.

Pouco antes do início da sessão em Wall Street, foi anunciado que a taxa de desemprego nos Estados Unidos se manteve em 3,6% em junho, pelo quarto mês consecutivo, tendo sido criados 372.000 postos de trabalhos.

A criação de 372.000 empregos no mês passado superou os 250.000 que eram esperados pelos analistas e, por isso, aumenta a possibilidade de a Reserva Federal (Fed) continuar a subir as taxas de juro de forma mais agressiva para travar a inflação.

Na quarta-feira foram publicadas as atas da última reunião do banco central dos Estados Unidos indicando que os membros do comité de política monetária da Reserva Federal (Fed) sinalizaram que podem ser necessárias taxas de juros mais altas se a inflação persistir.

Após a reunião do mês passado, a Fed anunciou um aumento de 75 pontos base para um intervalo de 1,5% a 1,75%, a terceira subida desde março e a maior desde 1994.

Apesar de iniciar a sessão com perdas, a bolsa nova-iorquina encaminha-se para terminar a semana com ganhos acumulados, depois das subidas dos últimos dias.

Os únicos setores que seguiam no ‘verde’ no começo da sessão eram o dos bens essenciais (0,23%) e o financeiro (0,22%), enquanto as maiores descidas se registavam no setor de matérias-primas (-0,79%) e das comunicações (-0,63%).

Nos outros mercados, o petróleo do Texas subia para 104,61 dólares o barril e o rendimento das obrigações do Tesouro norte-americano a 10 anos avançava para 3,06%.

EO // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS