Wall Street fecha em baixa depois dos recordes da véspera em dia de bruxas

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em baixa, depois dos recordes da véspera, um dia marcado por uma volatilidade acrescida devido à sessão trimestral designada das Quatro Bruxas.

Wall Street fecha em baixa depois dos recordes da véspera em dia de bruxas

Wall Street fecha em baixa depois dos recordes da véspera em dia de bruxas

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em baixa, depois dos recordes da véspera, um dia marcado por uma volatilidade acrescida devido à sessão trimestral designada das Quatro Bruxas.

Os resultados definitivos da sessão indicam que o seletivo Dow Jones Industrial Average desceu 0,41%, para os 30.179,05 pontos.

Da mesma forma, o tecnológico Nasdaq perdeu 0,07%, para as 12.755,64 unidades, e o alargado S&P500 recuou 0,35%, para as 3.709,41.

O dia das Quatro Bruxas corresponde à expiração de vários contratos de produtos financeiros, o que costuma causar distorções.

No conjunto da semana, os três índices, que estabeleceram recordes na quinta-feira, fecharam com ganhos, de 0,5% no caso do Dow Jones, de quase um por cento no do S&P500 e de três por cento no do Nasdaq.

“Foi uma sessão particular porque, com as Quatro Bruxas e a chegada da Tesla ao S&P500 na segunda-feira, os investidores tiveram de se posicionar”, explicou Karl Haeling, da LBBW.

A integração do título do construtor de viaturas elétricas topo de gama no S&P500 obrigou numerosos fundos de investimento a reequilibrar as carteiras para incluir o novo dado.

“Parece que os investidores devem vender outras ações do S&P500 para dar lugar à Tesla, indicou Haeling.

O título Tesla valorizou hoje cerca de seis por cento, atingindo um novo máximo, com uma cotação de 695,00 dólares.

Depois dos máximos da véspera, alcançados graças às esperanças de um acordo no Congresso sobre um plano de ajudas e estímulos económicos a famílias e empresas, os investidores estão a questionar se a Bolsa não está demasiado otimista.

“Alguns indicadores assinalam que o mercado está talvez demasiado alto ou que está sob a ameaça de uma correção. Isto não está claro, mas é um bom debate”, acrescentou.

Os investidores continuaram atentos às negociações no Congresso de um plano de ajudas e estímulos no montante de 900 mil milhões de dólares (734 mil milhões de euros).

O chefe da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, indicou que um acordo estava “muito próximo” e deu conta de discussões “produtivas”, que poderão prolongar-se ao longo do fim de semana.

Entre os títulos do dia, o da Intel perdeu 6,30%, depois de notícias que avançaram a possibilidade de a Microsoft tencionar produzir os seus próprios ‘chips’ para a gama de produtos Surface e os seus servidores, abandonando os microprocessadores da Intel.

O título da Moderna, que deve receber a autorização oficial para distribuir a sua vacina contra o novo coronavirus, perdeu um pouco do terreno que tinha ganho na véspera, ao fechar com uma desvalorização de 2,62%.

Já a Fedex perdeu 5,71%, apesar de ter apresentado resultados sólidos, graças às encomendas em linha durante a pandemia. Os investidores não gostaram de ver a subida dos custos operacionais subirem com o aumento do volume de atividade, o que reduziu a margem operacional.

RN//JLS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS