Wall Street fecha em baixa depois dos fortes ganhos da véspera

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em baixa depois dos avultados ganhos da véspera, em que o índice alargado S&P500 e o tecnológico Nasdaq tinham tido as suas melhores sessões desde há meses.

Wall Street fecha em baixa depois dos fortes ganhos da véspera

Wall Street fecha em baixa depois dos fortes ganhos da véspera

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em baixa depois dos avultados ganhos da véspera, em que o índice alargado S&P500 e o tecnológico Nasdaq tinham tido as suas melhores sessões desde há meses.

Os resultados definitivos da sessão indicam que o seletivo Dow Jones Industrial Average recuou 0,46%, para os 31.391,52 pontos. O Nasdaq, que tinha valorizado mais de três por cento na segunda-feira, abandonou 1,69%, para as 13.358,79 unidades, ao passo que o S&P500 perdeu 0,81%, para as 3.870,29.

“Assistimos à realização de ganhos, depois dos avanços na véspera, mas algumas ações mantiveram-se a subir em setores como a energia ou construção automóvel”, salientou Peter Cardillo, da Spartan Capital Securities.

“Os investidores fizeram uma pausa, mas também houve poucas notícias económicas”, acrescentou.

“O calendário económico esteve adormecido hoje”, sublinharam também os analistas da Schwab. “Mas isto deve repartir na quarta-feira, com um barómetro da atividade nos serviços, em fevereiro, e o livro bege” da Reserva Federal (Fed), cujo apanhado estatístico dá a última temperatura da economia antes da reunião do banco central sobre política monetária, dentro de duas semanas.

O nervosismo com os rendimentos das obrigações, que chegaram a 1,60% na semana passada, devido ao receio com a ressurgência da inflação, diminuiu de forma nítida. Na altura do fecho de Wall Street, o rendimento das obrigações do Tesouro a 10 anos tinha caído para 1,40%.

“Enquanto as taxas continuarem a aliviar, o mercado deve estabilizar”, disse Peter Cardillo.

Para a acalmia na frente obrigacionista contribuíram as declarações tranquilizadoras sobre a continuação da política monetária ultra-acomodatícia (baixas taxas de juro) por parte do banco central dos EUA [Reserva Federal (Fed)], feitas pela governadora Lael Brainard.

Durante uma conferência, afirmou que a Fed seria paciente e que não tinha a intenção de ‘apertar’ a política monetária tão depressa, em todo o caso nunca antes de um regresso a uma situação de pleno emprego.

Se a inflação se manifestar, deve ser temporária, garantiu Brainard, que integra o comité que decide a política monetária da Fed.

Entre os títulos do dia, a empresa da aplicação de videoconferência Zoom evoluiu como um ioiô, fechando a perder nove por cento, depois de ter ganho quatro por cento durante a manhã, depois de anunciado um volume de negócios de em alta de 327%, em 2020, graças à pandemia que fomentou o ensino e o trabalho à distância.

Entre os laboratórios fabricantes de vacina contra o novo coronavirus, o Moderna perdeu 6,73%, e o Novavax, cuja vacina poderá ser aprovada em maio, recuou mais de 14%.

Um acesso de especulação envolveu a ação do financiador imobiliário em linha Rocket Companies, que fechou em alta de 71%. Esta acentuada e repentina subida do título trouxe à memória o da cadeia de videojogos GameStop, cuja ação alimenta desde há semanas um braço de ferro entre grandes fundos especulativos, que apostam na sua desvalorização, e pequenos investidores, organizados em fóruns internet.

RN//RBF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS