Wall Street fecha em baixa com indicadores e resultados dececionantes

A bolsa nova-iorquina fechou hoje em baixa, com os investidores a apreciarem a informação sobre a conjuntura económica dos EUA e resultados de empresas dececionantes.

Wall Street fecha em baixa com indicadores e resultados dececionantes

Wall Street fecha em baixa com indicadores e resultados dececionantes

A bolsa nova-iorquina fechou hoje em baixa, com os investidores a apreciarem a informação sobre a conjuntura económica dos EUA e resultados de empresas dececionantes.

Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones perdeu 0,38%, para os 31.493,34 pontos. O tecnológico Nasdaq recuou 0,72%, para as 13.865,36 unidades, e o alargado S&P500 abandonou 0,44%, para as 3.913,97.

Depois de um mau início de sessão, Wall Street reduziu um pouco as suas perdas na segunda metade do dia.

“Tivemos resultados dececionantes da Walmart”, indicou Peter Cardillo, da Spartan Capital Securities, ao comentar o recuo dos lucros do conglomerado da distribuição, apesar de uma subida forte das vendas.

Este título, importante no Dow Jones, fechou a perder 6,41%, para os 137,77 dólares.

Por outro lado, foram divulgadas várias estatísticas económicas pouco entusiasmantes.

As inscrições para o subsídio do desemprego aumentaram ao contrário das expectativas. Entre 07 e 13 de fevereiro, 861 mil inscreveram-se para o subsídio de desemprego, quando os analistas esperavam 775 mil.

O lançamento da construção de habitações novas recuou em janeiro, pela primeira vez desde agosto, registando uma baixa de seis por cento em relação a dezembro.

Por outro lado, o índice de preços na importação para janeiro aumentou 1,4%, a mais forte desde 2012. Mesmo excluindo o preço do petróleo, que tem subido fortemente nas últimas semanas, a subida dos preços importados nos EUA foi de 0,9%.

Os rendimentos dos títulos do Tesouro a 10 anos continuaram febris, subindo acima de 1,31% durante a manhã, antes de baixarem para 1,28% no final da sessão.

Este nervosismo nas taxas monetárias é interpretado como um sinal da inquietação dos investidores com um eventual sobreaquecimento da economia, com o plano de apoio massivo de 1,9 biliões (milhão de milhões) de dólares (1,6 biliões de euros) previsto, que poderia suscitar uma ressurgência da inflação.

“O mercado está exposto com esta subida dos rendimentos das obrigações”, notou Peter Cardillo. “Não estou seguro que seja o início de uma correção. De momento é apenas uma pausa”, acrescentou.

A ação GameStop, da cadeia de estabelecimentos de videojogos, perdeu 11,41% para os 40,70 dólares, no dia em que está a decorrer uma audição maratona no Congresso sobre as implicações da febre especulativa que agitou este título e a praça nova-iorquina no mês passado.

RN//RBF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS