Wall Street fecha em alta graças à expetativa de corte de taxas de juro pela Fed

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em alta, depois de hesitações no início, com o aumento do número de investidores que esperam um corte na taxa de juro pela Reserva Federal, devido a vários indicadores económicos dececionantes.

Wall Street fecha em alta graças à expetativa de corte de taxas de juro pela Fed

Wall Street fecha em alta graças à expetativa de corte de taxas de juro pela Fed

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em alta, depois de hesitações no início, com o aumento do número de investidores que esperam um corte na taxa de juro pela Reserva Federal, devido a vários indicadores económicos dececionantes.

Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average valorizou 0,47%, para os 26.201,04 pontos.

Mais fortes foram os avanços do tecnológico Nasdaq, que progrediu 1,12%, para as 7.872,26 unidades, e do alargado S&P500, que ganhou 0,80%, para as 2.910,63.

Wall Street recuou na quarta-feira, bruscamente, pouco depois da abertura da sessão, devido ao anúncio de um recuo maior do que previsto do crescimento da atividade nos serviços nos EUA, em setembro.

O índice não-industrial ISM caiu para 52,6%, menos 3,8 pontos percentuais do que em agosto, quando os analistas esperavam que se ficasse nos 55,4%.

Depois das estatísticas dececionantes, na terça-feira, sobre a atividade industrial, que caiu para o mínimo de 10 anos, e sobre as criações de emprego no setor privado, conhecidas na quarta-feira, os investidores pareceram inquietar-se com a perda de vigor da economia dos EUA.

Mas os principais índices bolsistas regressaram aos ganhos, com um número cada vez maior de investidores a esperarem uma descida das taxas de juro por parte da Fed para apoiar o crescimento da principal economia mundial.

“Apesar de as estatísticas económicas desta semana terem sido negativas, reforçaram as probabilidades de a Fed reduzir as suas taxas de juro”, considerou Peter Cardillo, da Spartan Capital Securities.

Segundo um instrumento da plataforma de corretagem CME, os investidores avaliam agora em 90% a probabilidade de a Fed reduzir as suas taxas de juro durante a sua próxima reunião, marcada para o fim de outubro, quando há uma semana era de 50%.

RN // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS