Wall Street fecha em alta graças a entusiasmo com JPMorgan, Disney e Chevron

Wall Street fecha em alta graças a entusiasmo com JPMorgan, Disney e Chevron

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em alta, com os investidores a reagirem com entusiasmo aos resultados divulgados pelo conglomerado financeiro JPMorgan Chase, a uma nova iniciativa da Disney e ao anúncio de uma mega-fusão no setor petrolífero.

Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average valorizou 1,03%, para os 26.412,30 pontos, e o tecnológico Nasdaq progrediu 0,46%, para as 7.984,16 unidades.

Já o alargado S&P500, que ganhou 0,66%, para os 2.907,41 pontos, terminou acima dos 2.900 pontos pela primeira vez desde outubro. Aproximou-se assim um pouco mais do seu máximo, que estabeleceu em 20 de setembro de 2018, quando atingiu 2.930,75 pontos no fecho.

No conjunto da semana, marcada em particular pela expetativa dos investidores com a aproximação da época dos resultados e perante as demonstrações de paciência feita pelos bancos centrais europeus e dos EUA, o Dow Jones cedeu 0,05%, ao contrário do Nasdaq, que valorizou 0,60%, e do S&P500, que ganhou 0,50%.

A primeira empresa relevante de Wall Street a apresentar os seus resultados do primeiro trimestre foi o JPMorgan Chase, que apresentou hoje lucros recordes e o seu título avançou 4,69%.

Para Maris Ogg, estratega na sociedade de investimento Tower Bridge Capital, a subida dos empréstimos concedidos pelo JPMorgan no período é um sinal particularmente encorajador para o conjunto da economia.

O presidente executivo do banco, Jamie Dimon, atribuiu os bons resultados à boa saúde da economia norte-americana, que “continua a crescer”, enquanto “os salários e o mercado de trabalho progridem, a inflação é moderada, os mercados financeiros estão sãos e a confiança dos meios empresariais e dos consumidores é sólida”.

Por sua parte, a Disney valorizou 9,23%, levando consigo o Dow Jones, de que faz parte. O grupo de divertimento prepara-se para lançar uma plataforma de transmissão vídeo para procurar rivalizar com a Netflix.

Outro grande anúncio do dia foi a compra da Anadarko, que subiu 32,01%, pela Chevron, que baixou 4,94%, por 33 mil milhões de dólares (29,2 mil milhões de euros).

Esta operação permitiu à petrolífera posicionar-se melhor na região que é considerada o ‘eldorado’ do setor: a bacia permiana, que se estende do oeste do Texas ao sudeste do Novo México.

“Se esta operação correr bem, isso pode desencadear uma correria para a bacia permiana”, sublinhou Maris Ogg. Os pesos pesados do setor poderiam quebrar os seus porquinhos mealheiros para reforçar as suas posições na zona.

O entusiasmo dos investidores também foi alimentado pelo anúncio de uma vigorosa recuperação das exportações chinesas. Um sinal encorajador quando se multiplicam questões sobre a solidez da segunda potência económica mundial.

RN // SR

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Wall Street fecha em alta graças a entusiasmo com JPMorgan, Disney e Chevron

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em alta, com os investidores a reagirem com entusiasmo aos resultados divulgados pelo conglomerado financeiro JPMorgan Chase, a uma nova iniciativa da Disney e ao anúncio de uma mega-fusão no setor petrolífero.