Wall Street cai num cenário de agravamento da tensão comercial

A bolsa de Nova Iorque iniciou hoje a sessão em baixa, com os investidores atentos ao evoluir da situação após as ameaças norte-americanas de impor novas tarifas a importações da China.

Wall Street cai num cenário de agravamento da tensão comercial

Wall Street cai num cenário de agravamento da tensão comercial

A bolsa de Nova Iorque iniciou hoje a sessão em baixa, com os investidores atentos ao evoluir da situação após as ameaças norte-americanas de impor novas tarifas a importações da China.

Às 14:52 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones descia 1,18% para 26.126,97 pontos e o Nasdaq perdia 1,30% para 8.017,39 pontos.

O índice alargado S&P 500 recuava 0,75% para 2.910,46 pontos.

Na segunda-feira, a bolsa nova-iorquina encerrou em baixa ligeira, conseguindo recuperar das fortes perdas registadas no início da sessão após um inesperado agravamento da tensão comercial na sequência das ameaças feitas pelo Presidente norte-americano, Donald Trump.

“Durante 10 meses a China pagou taxas alfandegárias aos Estados Unidos de 25% sobre 50 mil milhões de dólares de (bens) tecnológicos e 10% sobre 200 mil milhões de dólares de outros bens”, escreveu o Presidente norte-americano no Twitter.

“Os 10% vão ser aumentados para 25% na sexta-feira”, afirmou Trump, acrescentando que as negociações para um acordo comercial com a China avançam muito lentamente.

Apesar destas ameaças, a China confirmou hoje que o seu representante máximo nas negociações para um acordo comercial com os Estados Unidos vai esta semana a Washington, prosseguindo o diálogo.

O vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, partirá para os Estados Unidos na quinta-feira, indicou o Ministério do Comércio.

EO (JPI) // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS