Wall Street abre no ‘vermelho’ com receio de novo aumento das taxas de juro

A bolsa de Nova Iorque iniciou hoje a sessão em queda, com receio de um novo aumento das taxas de juro pela Reserva Federal para combater a inflação no país, que atingiu máximos desde novembro de 1981.

Wall Street abre no 'vermelho' com receio de novo aumento das taxas de juro

Wall Street abre no ‘vermelho’ com receio de novo aumento das taxas de juro

A bolsa de Nova Iorque iniciou hoje a sessão em queda, com receio de um novo aumento das taxas de juro pela Reserva Federal para combater a inflação no país, que atingiu máximos desde novembro de 1981.

Às 15:05 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones descia 1,99% para 30.160,35 pontos e o Nasdaq recuava 2,06% para 11.015,59 pontos.

O índice alargado S&P 500 perdia 1,56% para 3.742,34 pontos.

A JPMorgan Chase era a que mais perdia (-5,00%) num Dow Jones em que todas as 30 cotadas se encontravam no vermelho — a retalhista Walmart era a que tinha o ‘melhor’ resultado, com perdas de 0,39% –, depois de ter anunciado que os seus resultados do segundo trimestre, quando os seus lucros caíram 28%.

A inflação subiu em junho nos Estados Unidos e atingiu 9,1%, em termos homólogos, o nível mais alto desde novembro de 1981, segundo o índice de preços no consumidor (CPI) divulgado na quarta-feira pelo Departamento do Trabalho.

A taxa de inflação e a resposta da Reserva Federal (Fed) têm pressionado Wall Street nos últimos meses, com os investidores a temerem taxas de juro mais altas na reunião da Fed no final deste mês.

O banco central norte-americano começou em março a subir as taxas de juro para conter a inflação. Em junho, a Fed aprovou um aumento mais agressivo de 75 pontos base na sua taxa de juro de referência, o maior desde 1994.

JO // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS