Vice-presidente do BCE não descarta subida das taxas de juro na zona euro em julho

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, vê como possível um aumento das taxas de juro na zona euro em julho.

Vice-presidente do BCE não descarta subida das taxas de juro na zona euro em julho

Vice-presidente do BCE não descarta subida das taxas de juro na zona euro em julho

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, vê como possível um aumento das taxas de juro na zona euro em julho.

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, vê como possível um aumento das taxas de juro na zona euro em julho. Guindos disse numa entrevista com a agência Bloomberg, publicada hoje, que “teoricamente tudo é possível” quando questionado se uma subida das taxas de juro pode acontecer em julho. No entanto, Guindos sublinhou que a subida das taxas de juro não tem de ser aplicada “automaticamente uma vez concluídas as compras da dívida”.

Para ler depois
Biólogos portugueses editam guia para sobreviver aos 140 tipos de serpentes em Angola
Angola tem mais de 140 tipos de serpentes, um terço das quais com venenos perigosos, o que preocupa quem vive e trabalha neste país e motivou dois investigadores portugueses a escreverem um livro sobre estas espécies (… continue a ler aqui)

“Temos algum tempo no intervalo e dependemos dos dados económicos. A minha opinião é que o programa de aquisição de ativos deve terminar em julho e que para a primeira subida das taxas de juro devemos olhar para as nossas projeções, para os diferentes cenários e só depois decidir. De momento nada foi decidido”, acrescentou o vice-presidente do BCE. Se o BCE vai aumentar as taxas de juro em julho, disse Guindos, isso dependerá dos dados de junho. “Da perspetiva de hoje, o mês de julho é possível e setembro ou mais tarde também é possível. Vamos olhar para os dados e só então decidiremos”, disse.

Impala Instagram


RELACIONADOS