Viajar é “prioridade” para maioria dos portugueses quando se sentirem seguros — inquérito

A maioria dos portugueses, ou seja 85%, que responderam a um inquérito da Airbnb, consideram que viajar é “uma prioridade” quando se sentirem seguros, adiantou a plataforma hoje em comunicado.

Viajar é

Viajar é “prioridade” para maioria dos portugueses quando se sentirem seguros — inquérito

A maioria dos portugueses, ou seja 85%, que responderam a um inquérito da Airbnb, consideram que viajar é “uma prioridade” quando se sentirem seguros, adiantou a plataforma hoje em comunicado.

Assim, segundo o Inquérito ‘OnePoll’ para a plataforma de alojamento local, realizado a uma amostra de 1.000 adultos em Portugal entre 28 de abril e 13 de maio de 2021, “sete em cada dez (70%) dos inquiridos em Portugal, perderam as viagens por prazer durante a pandemia” e “uma esmagadora percentagem de 85% disse que, uma vez que se se sentirem seguros em viajar, será uma prioridade”.

Além disso, segundo dados internos da empresa, “as viagens domésticas a nível global na Airbnb representam cerca de 80% em 2021 contra cerca de 50% em janeiro de 2020”.

A Airbnb concluiu ainda que “as viagens em família subiram de aproximadamente 27% de noites reservadas no verão de 2019 para 33% no verão de 2021, globalmente e que as viagens familiares para destinos rurais subiram de 32% de noites reservadas em 2019 para 42% para o verão de 2021”.

Os modelos de transporte que mais provavelmente serão usados são o automóvel (72%), avião (67%) e comboio (17%), revelou ainda o inquérito.

“Em Portugal 55% planeiam viajar com a sua família mais próxima” e “48% estão a planear passar tempo de qualidade juntamente com os seus entes queridos”, segundo os resultados do inquérito.

Por outro lado, “61% gostariam de ter mais flexibilidade sobre quando e como viajam, quando sentirem que é seguro viajar novamente” e “34% gostaria de um pouco mais de flexibilidade, com 27% a querer muito mais flexibilidade”

Paralelamente, “se os inquiridos tivessem mais flexibilidade na forma como trabalham, vivem e viajam, mais de metade (53%) faria mais viagens”, descobriu a plataforma.

A nível global, indicou a empresa, “a flexibilidade está agora no topo dos três critérios mais considerados entre os viajantes, seguida do preço e da segurança”, sendo que “200 milhões de pesquisas na Airbnb nos primeiros quatro meses de 2021 foram com a característica de flexibilidade de datas”.

A plataforma apresentou hoje mais de 100 alterações, entre inovações e atualizações de serviços, e espera “a maior recuperação de sempre” no setor das viagens, segundo o presidente executivo (CEO) Brian Chesky.

 

ALYN // MSF

Lusa/Fim

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS