UE/Presidência: Comissão dará orientações orçamentais em 02 de junho – Comissário

O comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni, disse hoje em Lisboa que o executivo europeu divulgará as suas orientações orçamentais no próximo dia 02 de junho.

UE/Presidência: Comissão dará orientações orçamentais em 02 de junho - Comissário

UE/Presidência: Comissão dará orientações orçamentais em 02 de junho – Comissário

O comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni, disse hoje em Lisboa que o executivo europeu divulgará as suas orientações orçamentais no próximo dia 02 de junho.

Lisboa, 21 mai 2021 (Lusa) – O comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni, disse hoje no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, que o executivo europeu divulgará as suas orientações orçamentais no próximo dia 02 de junho.

“A Comissão irá dar as suas orientações orçamentais no dia 02 de junho, juntamente com o pacote de primavera”, disse hoje Paolo Gentiloni aos jornalistas à entrada do Centro Cultural de Belém, antes do início dos encontros de ministros do bloco europeu, que decorrem até sábado.

As reuniões informais de ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) e da União Europeia (Ecofin) que Portugal recebe no âmbito da presidência do Conselho da União Europeia arrancam hoje no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa.

Os encontros, que se prolongam até sábado à hora do almoço e em que o ministro de Estado e das Finanças, João Leão, é o anfitrião, contam ainda com a presença dos governadores dos bancos centrais europeus.

“O simples facto de que estamos aqui confirma o alívio das medidas restritivas, e este facto é a base da recuperação, que finalmente está em andamento”, considerou o responsável da Comissão Europeia.

Paolo Gentiloni referiu que a recuperação “iá finalmente envolver os setores mais afetados da crise, partoicularmente a indústria das viagens e turismo”.

“Temos um pouco de otimismo para estes setores”, disse, destacando a necessidade de se “continuar a apoiar as economias sem a retirada prematura de medidas de apoio”.

Em entrevista à Lusa, tanto o presidente do Eurogrupo Paschal Donohoe como o ministro das Finanças português, João Leão, disseram esperar uma decisão formal da Comissão Europeia quanto à anunciada suspensão das regras orçamentais em 2022 “nas próximas semanas”, podendo esse período cair ainda “em maio ou em junho”.

Na semana passada, o comissário italiano já tinha dito “que o ritmo de vacinação na União Europeia (UE) contra a covid-19 permite uma perspetiva mais risonha” do crescimento económico, numa altura de alívio das restrições e de implementação de estímulos.

“A economia da UE deverá crescer robustamente este ano e no próximo. O ressurgimento da pandemia e a necessidade de apertar as restrições relacionadas com a saúde resultaram num fraco início do ano, mas o ritmo mais rápido das vacinações nos últimos meses deverá permitir que as restrições sejam ainda mais atenuadas no segundo semestre do ano — de facto, isto já está em curso — e assim permitir que a economia recupere”, declarou Paolo Gentiloni.

A Comissão Europeia reviu em alta o ritmo da recuperação da economia europeia, estimando para este ano um crescimento de 4,3% na zona euro e de 4,2% na União, e de 4,4% em ambas em 2022.

JE/MPE/PE (ANE) // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS