Cofina chega a acordo para comprar o grupo que detém a TVI

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) já se manifestou «preocupado» com o impacto deste negócio, «nomeadamente no que respeita à concentração dos ‘media’» e à manutenção dos postos de trabalho.

Cofina chega a acordo para comprar o grupo que detém a TVI

Cofina chega a acordo para comprar o grupo que detém a TVI

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) já se manifestou «preocupado» com o impacto deste negócio, «nomeadamente no que respeita à concentração dos ‘media’» e à manutenção dos postos de trabalho.

A Cofina SGPS anunciou esta sexta-feira, 21 de setembro, que chegou a acordo com a espanhola Prisa para comprar a totalidade das ações que detém na Media Capital, grupo que engloba a TVI, valorizando a empresa em 255 milhões de euros.

LEIA DEPOIS
No canal de Queluz de Baixo há um mês, Felipa Garnel já mostra sinais de «cansaço»

Cofina vai lançar uma Oferta Pública geral sobre a totalidade das ações da dona da TVI

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Cofina adianta que, na sequência da celebração, no dia 20 de setembro, de um contrato de compra e venda de ações com a Prisa – Promotora de Informaciones – para a compra de ações da totalidade da Vertix SGPS, que detém 94,69% dos direitos de voto da Media Capital, a dona do Correio da Manhã vai lançar uma Oferta Pública geral e voluntária de aquisição (OPA) sobre a totalidade das ações da dona da TVI.

«O objeto da oferta é constituído pela totalidade das 84.513.180 ações ordinárias, escriturais e nominativas, com o valor nominal de 1,06 euros, representativas do capital social e dos direitos de voto da sociedade visada», refere a Cofina.

Sindicato dos Jornalistas revela-se «preocupado»

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) já se manifestou «preocupado» com o impacto deste negócio, «nomeadamente no que respeita à concentração dos ‘media’» e à manutenção dos postos de trabalho. «A excessiva concentração dos ‘media’ tem repercussões ao nível da pluralidade e qualidade da informação e, nesse sentido, o SJ considera que a Entidade Reguladora para a Comunicação Social tem de se pronunciar rapidamente sobre o negócio em curso», refere o sindicato, em comunicado.

A Cofina detém Correio da Manhã, CM TV, Sábado, Record, Jornal de Negócios, entre outros. Por sua vez, a Media Capital detém os canais TVI, a rádio Comercial, entre outros meios.

LEIA MAIS
Judite Sousa surge com novo visual após notícias de depressão
Previsão do tempo para este sábado, 21 de setembro

 

Impala Instagram


RELACIONADOS