Tudo o que deve saber sobre o Orçamento do Estado para 2020

A proposta do Governo para o Orçamento do Estado para 2020 será entregue esta segunda-feira na Assembleia da República.

Tudo o que deve saber sobre o Orçamento do Estado para 2020

Tudo o que deve saber sobre o Orçamento do Estado para 2020

A proposta do Governo para o Orçamento do Estado para 2020 será entregue esta segunda-feira na Assembleia da República.

A proposta do Governo  de António Costa para o Orçamento do Estado para 2020 será entregue esta segunda-feira na Assembleia da República. Não há, no entanto, uma hora indicativa, mas já circula uma versão preliminar do documento com algumas das medidas que podem estar inscritas.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para esta terça-feira, 17 de dezembro

Confira os dados presentes da versão preliminar divulgada pela SIC Notícias.

– Governo vai alterar o regime dos recibos verdes com atividade sazonal;

– A taxa reduzida de IRC alargada a PME que tenham lucro até 25 mil euros é outra medida;

– Medida de criação de escalões de consumo para o IVA da energia, embora esteja dependente da luz verde de Bruxlelas;

– Atualização dos escalões do IRS a 0,3%, em linha com a média da inflação registada até novembro;

– Subida da dedução em IRS para o segundo filho com idade inferior a três anos.;

– Relativamente às pensões, está em cima da mesa um aumento automático de 0,7% em virtude da inflação, bem como um aumento extraordinário de até 10 euros;

– Governo irá desgravar a tributação autónoma de carros de empresas. A taxa de 10% será aplicada a veículos até 27 mil euros e as empresas vão poder deduzir no IRS 10% dos lucros reinvestidos;

– Jovens que entrem no mercado de trabalho terão direito a dois anos de isenção parcial em sede de IRS;

–  A CP – Comboios de Portugal irá receber até 5,1 milhões do Fundo Ambiental para comprar comboios;

–  A Caixa Geral de Aposentações (CGA) fica autorizada a prestar contas de 2019 até ao dia 31 de maio;

– Rendimento de alojamentos locais em zonas de contenção será tributado em 50%;

  • – O Governo vai reforçar o aumento no próximo ano das pensões contributivas de valor mais baixo;

– O Governo quer aumentar impostos sobre o tabaco e cobrar um imposto específico sobre o tabaco aquecido.

Em atualização.

Texto: Joana Ferreira

LEIA MAIS
Deputados obrigados a doar prendas
Autarca de Vila Verde julgado por prevaricação em concurso público

 

Impala Instagram


RELACIONADOS