Taxa de juro implícita do crédito à habitação sobe em dezembro e fixa-se em 1,084% em 2022

A taxa de juro implícita do crédito à habitação aumentou para 1,898% em dezembro passado, “o valor mais elevado desde setembro de 2012”, e registou uma média anual de 1,084% em 2022, mais 24,2 pontos base que em 2021, segundo o INE.

Taxa de juro implícita do crédito à habitação sobe em dezembro e fixa-se em 1,084% em 2022

Taxa de juro implícita do crédito à habitação sobe em dezembro e fixa-se em 1,084% em 2022

A taxa de juro implícita do crédito à habitação aumentou para 1,898% em dezembro passado, “o valor mais elevado desde setembro de 2012”, e registou uma média anual de 1,084% em 2022, mais 24,2 pontos base que em 2021, segundo o INE.

De acordo com dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), “a taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação foi 1,898% em dezembro, o valor mais elevado desde setembro de 2012, traduzindo uma subida de 30,1 pontos base face a novembro (1,597%)”.

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro subiu de 2,365% em novembro para 2,715% em dezembro (+35,0 pontos base).

No último mês de 2022, o capital médio em dívida aumentou 241 euros, para 62.004 euros, e a prestação média fixou-se em 299 euros, traduzindo uma subida de 11 euros face a novembro e de 46 euros (18,2%) comparativamente com dezembro de 2021.

PD // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS