TAP conclui oferta a cinco anos de 375 ME em obrigações e fixa taxa em 5,625%

A TAP concluiu hoje “com sucesso” a oferta de obrigações sénior a cinco anos, num total de 375 milhões de euros, com uma taxa de juro de 5,625%, de acordo com um comunicado da companhia.

TAP conclui oferta a cinco anos de 375 ME em obrigações e fixa taxa em 5,625%

TAP conclui oferta a cinco anos de 375 ME em obrigações e fixa taxa em 5,625%

A TAP concluiu hoje “com sucesso” a oferta de obrigações sénior a cinco anos, num total de 375 milhões de euros, com uma taxa de juro de 5,625%, de acordo com um comunicado da companhia.

Isso quer dizer que a empresa irá pagar mais para levar a cabo a operação do que quando emitiu obrigações para o retalho há cinco meses, colocando nessa altura 200 milhões de euros em títulos a quatro anos com uma taxa de juro de 4,375%.

Na mesma nota, publicada pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a TAP informa que “concluiu com sucesso o ‘pricing ‘[preço] de obrigações sénior 5,625% com o valor nominal agregado de 375 milhões de euros e com maturidade em 2024”.

A companhia revelou ainda que as obrigações “serão emitidas ao preço de emissão de 99,463%” e que se prevê “que a liquidação da oferta ocorra em 02 de dezembro de 2019”.

A TAP estima ainda que “as obrigações sejam admitidas no ‘Official List’ da Euronext Dublin e admitidas à negociação no Global Exchange Market”, de acordo com a mesma nota.

O grupo anunciou o lançamento desta nova oferta de obrigações sénior na semana passada, com o valor indicativo de 300 milhões de euros e maturidade até 2024, de acordo com um comunicado.

Na altura, a empresa deu conta da sua “intenção de lançar uma oferta dirigida a investidores institucionais de obrigações sénior com o valor nominal agregado indicativo de 300 milhões de euros com maturidade em 2024 e taxa de juro a ser definida após o período da oferta”.

Na nota divulgada hoje, a empresa liderada por Antonoaldo Neves recordou que as receitas resultantes da oferta serão para a “antecipação do reembolso de determinados empréstimos no âmbito do passivo existente da TAP e extensão do respetivo prazo médio de maturidade”, para “o pagamento de comissões e despesas relacionadas com a oferta das obrigações” e “para financiar as necessidades decorrentes da atividade normal da sociedade”.

A Bloomberg deu conta hoje de que a TAP estava no mercado com a emissão de dívida e que, segundo a agência financeira, estava a oferecer uma taxa de juro de 5,875%, mais do dobro do que a última operação similar.

Também este ano, em 30 de maio, a TAP revelou que iria emitir obrigações no valor de 50 milhões de euros, por iniciativa da transportadora aérea, até 14 de junho, com uma taxa de juro fixa bruta de 4,375% ao ano, que acabou por ser subscrita por mais de seis mil investidores.

ALYN (ICO/ALU/PE/DF) // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS