Sentimento económico sobe em junho na UE e zona euro para perto de máximo de 21 anos

O indicador de sentimento económico aumentou marcadamente em junho tanto na União Europeia (3,0 pontos) como na zona euro (3,4 pontos), face a maio, e aproximou-se dos máximos de há 21 anos.

Sentimento económico sobe em junho na UE e zona euro para perto de máximo de 21 anos

Sentimento económico sobe em junho na UE e zona euro para perto de máximo de 21 anos

O indicador de sentimento económico aumentou marcadamente em junho tanto na União Europeia (3,0 pontos) como na zona euro (3,4 pontos), face a maio, e aproximou-se dos máximos de há 21 anos.

De acordo com dados da Direção-geral dos Assuntos Económicos e Financeiros da Comissão Europeia, o sentimento económico manteve em junho — e pelo quinto mês consecutivo — a tendência de alta, tendo chegado aos 117 pontos na União Europeia (UE) e aos 117,9 na zona euro, valores próximos dos máximos de 117,7 e de 118,2, respetivamente, e ambos registados em maio de 2000.

Desde março que o sentimento económico pontua acima da média de longo prazo (100) nas duas zonas.

O indicador de expectativas de emprego também aumentou significativamente (1,2 pontos para 111,5 na UE e 1,6 pontos para 111,6 na zona euro), atingindo em ambas o nível mais elevado desde novembro de 2018.

Na UE, o aumento do sentimento económico foi impulsionado pela melhoria da confiança no setor dos serviços, mas a confiança dos outros setores empresariais (ou seja, indústria, comércio de retalho e construção) e a dos consumidores registaram também uma melhoria.

Considerando as seis maiores economias da UE, o sentimento económico apresentou a maior subida nacional de sempre na Alemanha (5,0 pontos), seguindo-se a Itália (2,1), os Países Baixos (1,9), a França (1,3) e a Polónia (0,2), tendo a Espanha registado um recuo de 1,1 pontos.

IG // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS