Saldo da balança corrente em Angola deve ficar negativo a partir de 2021 – BFA

O gabinete de estudos do Banco Fomento Angola considerou que a balança corrente de Angola deverá manter-se positiva neste e no próximo ano, mas deve ‘entrar no vermelho’ a partir de 2021.

Saldo da balança corrente em Angola deve ficar negativo a partir de 2021 - BFA

Saldo da balança corrente em Angola deve ficar negativo a partir de 2021 – BFA

O gabinete de estudos do Banco Fomento Angola considerou que a balança corrente de Angola deverá manter-se positiva neste e no próximo ano, mas deve ‘entrar no vermelho’ a partir de 2021.

“O continuado declínio da produção petrolífera deverá provocar uma descida do saldo para perto do equilíbrio em 2020, e para um novo défice já em 2021, sendo provável que se agrave nos anos seguintes”, dizem os analistas do gabinete de estudos.

“Este desequilíbrio externo, que pode chegar a níveis próximos dos 10 mil milhões de dólares [9,1 mil milhões de euros] a partir de 2023, reforça a necessidade de atrair Investimento Direto Estrangeiro (numa dimensão semelhante) para equilibrar a oferta e a procura de divisas; de outro modo, o cenário implicará, a dada altura, uma continuada depreciação e/ou uma quebra ainda maior das importações, prejudicando seriamente o nível de vida da população”, alertam os analistas na nota enviada aos clientes, e a que a Lusa teve acesso.

O saldo da conta corrente no segundo trimestre deste ano registou um aumento face ao período homólogo de 2018, passando de mil milhões de dólares (910,7 milhões de euros), para 1,8 mil milhões (1,6 mil milhões de euros), o que mostra um aumento face ao primeiro trimestre, que registou um saldo quase nulo, de cerca de 47 milhões de dólares (42,8 milhões de euros), segundo os dados do Banco Nacional de Angola.

“O saldo mais baixo da balança corrente no primeiro semestre resulta da menor capacidade de exportação de crude; porém a quebra nas importações de bens e serviços compensa grande parte dessa diminuição”, dizem os analistas, antecipando assim, “para a totalidade do ano, um saldo positivo da balança corrente, embora menor do que o saldo atingido em 2018”.

MBA // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS