Ryanair recruta mais de 300 pilotos, tripulantes de cabine e profissionais de TI em Portugal

A companhia aérea irlandesa Ryanair anunciou hoje o lançamento de uma campanha para recrutar mais de 300 pilotos, tripulantes de cabine e profissionais de TI (Tecnologia da Informação) para novos empregos nas bases portuguesas.

Ryanair recruta mais de 300 pilotos, tripulantes de cabine e profissionais de TI em Portugal

Ryanair recruta mais de 300 pilotos, tripulantes de cabine e profissionais de TI em Portugal

A companhia aérea irlandesa Ryanair anunciou hoje o lançamento de uma campanha para recrutar mais de 300 pilotos, tripulantes de cabine e profissionais de TI (Tecnologia da Informação) para novos empregos nas bases portuguesas.

Num comunicado, a companhia ‘low cost’ afirma que “esta campanha surge no seguimento do anúncio da Ryanair na semana passada de um investimento de 300 milhões de dólares no Aeroporto de Lisboa, onde irá basear mais três aeronaves a partir de novembro — agora sete no total — como parte de sua programação de Inverno 2021”.

A Ryanair — que considera ser “um grande investidor e empregador em Portugal” — adianta que estas novas posições são criadas com a entrega de 210 aeronaves Boeing 737-8200 ‘Game Changer’ ao grupo nos próximos anos.

No comunicado, a Ryanair adianta ainda que “as ofertas de trabalho para piloto e tripulação de cabine estarão disponíveis nas bases da companhia em Lisboa, Porto, Faro e Ponta Delgada, uma vez que continua a investir nas regiões portuguesas com empregos bem pagos e seguros numa altura em que a TAP está a encolher, cortando empregos e reduzindo a conectividade”, apesar de receber “dinheiro dos contribuintes em auxílios estatais”.

A Ryanair possui atualmente um ‘hub’ de tecnologias de informação (Ryanair LABS Lisboa), que opera virtualmente, permitindo aos seus colaboradores (profissionais TI qualificados) trabalhar 100% a partir de casa, indica, adiantando que “este escritório virtual será expandido nos próximos anos”.

“Os investimentos crescentes da Ryanair em Portugal apoiarão a recuperação da economia portuguesa e da indústria do turismo, onde a Ryanair investiu […] e apoia 10.000 empregos indiretos, criando empregos locais e contribuindo com mais de 138 milhões de euros em impostos e taxas do Governo por ano”, conclui a transportadora irlandesa.

MC // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS