Reservas cambiais da China aumentam para nível mais alto em quatro anos

As reservas cambiais da China, as maiores do mundo, aumentaram, em novembro, para o nível mais alto em quatro anos, para 3,1785 biliões de dólares (2,625 biliões de euros), depois de dois meses consecutivos de queda.

Reservas cambiais da China aumentam para nível mais alto em quatro anos

Reservas cambiais da China aumentam para nível mais alto em quatro anos

As reservas cambiais da China, as maiores do mundo, aumentaram, em novembro, para o nível mais alto em quatro anos, para 3,1785 biliões de dólares (2,625 biliões de euros), depois de dois meses consecutivos de queda.

Trata-se de um aumento de 1,61%, ou de 50.508 milhões de dólares (41.697 milhões de euros), face ao valor registado no mês anterior, segundo os dados publicados pela Administração Estatal de Câmbio da China (SAFE, na sigla em inglês).

Segundo o jornal estatal China Daily, as reservas chinesas de moedas estrangeiras não atingiam aquele nível desde agosto de 2016, o que causou uma valorização da moeda chinesa, o yuan, para o nível máximo desde junho de 2018. A taxa de câmbio oficial fixada pelo Banco do Povo da China (banco central) fixou-se em 6,532 yuan em relação ao dólar.

Numa nota divulgada, o vice-diretor do SAFE e porta-voz chefe da agência, Wang Chunying, atribuiu a expansão das reservas ao câmbio e à evolução dos preços dos ativos financeiros.

Wang também destacou a desvalorização do dólar norte-americano e a valorização de outras moedas em relação à moeda dos Estados Unidos.

No entanto, o representante lançou novamente uma mensagem de prudência ao relembrar que a pandemia da covid-19 “aumentou significativamente” a incerteza económica a nível global e gerou mais riscos nos mercados financeiros internacionais.

Wang previu, ainda assim, que as reservas cambiais chinesas vão manter-se “estáveis” no futuro.

JPI // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS