Receitas fiscais recuaram em 2019 para 36,8% do PIB em Portugal

As receitas de impostos e cotizações sociais recuaram, em 2019, para os 36,8% do PIB em Portugal, face aos 37,0% de 2018, tendo-se mantido estável na zona euro nos 41,6%, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.

Receitas fiscais recuaram em 2019 para 36,8% do PIB em Portugal

Receitas fiscais recuaram em 2019 para 36,8% do PIB em Portugal

As receitas de impostos e cotizações sociais recuaram, em 2019, para os 36,8% do PIB em Portugal, face aos 37,0% de 2018, tendo-se mantido estável na zona euro nos 41,6%, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.

De acordo com a informação do gabinete estatístico europeu, na União Europeia (UE) as receitas totais provenientes da cobrança de impostos e cotizações sociais tiveram um ligeiro recuo de 41,2% para 41,1% do Produto Interno Bruto (PIB).

O rácio impostos/PIB variou muito, em 2019, entre os Estados-membros, com os maiores a serem apresentados por França (47,4%), Dinamarca (46,9%) e Bélgica (45,9%) e os menores na Irlanda (22,7%), Roménia (26,8%), Bulgária (30,3%), Lituânia (30,4%) e Letónia (31,3%).

Face a 2018, o rácio das receitas fiscais em função do PIB aumentou, em 2019, em 12 Estados-Membros e recuou noutros 13, com a maior subida percentual a ser registada no Chipre (de 33,5% para 35,6%) e a principal quebra na Bélgica (de 47,1% para 45,9%).

IG // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS