Receitas da Maersk caem 1,37% para 8,4 mil milhões de euros no 3.º trimestre

As receitas da Maersk caíram 1,37% para 9,92 mil milhões de dólares (8,4 mil milhões de euros) no terceiro trimestre, face a igual período do ano passado, anunciou hoje o grupo de transportes marítimos.

Receitas da Maersk caem 1,37% para 8,4 mil milhões de euros no 3.º trimestre

Receitas da Maersk caem 1,37% para 8,4 mil milhões de euros no 3.º trimestre

As receitas da Maersk caíram 1,37% para 9,92 mil milhões de dólares (8,4 mil milhões de euros) no terceiro trimestre, face a igual período do ano passado, anunciou hoje o grupo de transportes marítimos.

A Maersk explicou em comunicado que o recuo observado nas receitas, no período em análise, ficou a deve-se, sobretudo, à queda de 305 milhões de dólares na atividade ligada ao Oceano, mas que foi compensada, em parte, pelo aumento em 189 milhões de dólares na área da Logística e Serviços.

A segunda onda da pandemia de Covid-19 teve um impacto limitado nos volumes globais de fretes, o que leva a que a maior empresa de transporte de contentores do mundo esteja confiante em relação às perspetivas do transporte depois de 2020.

Além disso, a recuperação mais rápido do era esperado, após a pandemia de Covid-19 ter interrompido o comércio a nível mundial, foi suportada pelo aumento das vendas a retalho nos Estados Unidos, salienta em comunicado.

O presidente executivo do grupo, Soren Skou, afirmou, na conferência de imprensa sobre os resultados, que “a segunda onda de infeções pelo novo coronavírus teve impacto relativamente limitado sobre os volumes de comércio”, sendo que as contas anunciadas saíram em linha com os números preliminares divulgados no mês anterior.

Quanto ao Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações), subiu 39% no terceiro trimestre, para 2,3 mil milhões de dólares, contra 1,7 mil milhões no mesmo período do ano passado, sendo que a margem do resultado de exploração bruto passou de 16,5% no penúltimo trimestre do ano passado para 23,2% no período em análise, lê-se no comunicado.

A resultado de exploração liquido Ebit, por sua vez, situou-se em 1,3 mil milhões de dólares, contra 737 milhões no período homólogo do ano anterior, sendo que a margem Ebit aumentou para 13% (7,3% no terceiro trimestre do ano passado).

A Maersk revelou ainda que o lucro no final do ano fiscal foi revisto em alta, o que se deve ao aumento do volume global de contentores no último trimestre do ano e das taxas de frete.

Já o fluxo de caixa das atividades operacionais ascendeu a 2,2 mil milhões de dólares no trimestre em análise, contra 1,7 mil milhões bilhões no trimestre homólogo do ano passado.

As despesas em capital bruto (CAPEX) atingiram os 280 milhões de dólares, contra 343 milhões no mesmo trimestre do ano anterior, o que se deveu a um menos investimento no segmento de negócio Oceano.

JS // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS