PSP deteve este ano 21 pessoas com excesso de álcool a conduzir trotinetas

A PSP deteve 21 pessoas, desde o início do ano e até 15 de novembro, por condução de trotinetas com taxa de alcoolemia igual ou superior a 1,2 gramas/litro.

PSP deteve este ano 21 pessoas com excesso de álcool a conduzir trotinetas

PSP deteve este ano 21 pessoas com excesso de álcool a conduzir trotinetas

A PSP deteve 21 pessoas, desde o início do ano e até 15 de novembro, por condução de trotinetas com taxa de alcoolemia igual ou superior a 1,2 gramas/litro.

A PSP deteve 21 pessoas, desde o início do ano e até 15 de novembro, por condução de trotinetas com taxa de alcoolemia igual ou superior a 1,2 gramas/litro, mais do que triplicando as detenções do ano anterior. Numa resposta enviada à Lusa, a PSP revelou que os condutores de trotinetes têm sido alvo “tanto de ações de fiscalização, como de sensibilização” por parte das autoridades, acompanhando a tendência de aumento da utilização de trotinetes e as consequentes questões relativas à segurança rodoviária.

Em 2017 foram detidos dois cidadãos por condução de trotinetes com álcool no sangue superior a 1,2 g/l, não tendo sido registadas detenções desta natureza no ano de 2018.

No entanto, em 2019, ano em que verificou um aumento exponencial da utilização/circulação deste tipo de veículos, foram detidos 50 cidadãos e, em 2020, considerando as restrições do contexto pandémico, foram detidas seis pessoas. Este ano, e até 15 de novembro, a PSP refere já terem sido detidos 21 cidadãos pela prática deste crime, sendo entendimento das autoridades que o aumento está relacionado “com o aliviar das medidas de contenção pandémica e o retorno à dita ‘normalidade'”.

No contexto de infrações relacionadas com a condução de trotinetas sob a influência de álcool, a PSP registou oito contraordenações em 2017, quatro em 2018, 21 em 2019, 10 em 2020 e 14 entre janeiro e outubro 2021.

A PSP apelou a todos os cidadãos que diariamente ou casualmente utilizam estes veículos para que o façam com respeito pelos utentes da via pública, quer para a sua segurança quer para a segurança de terceiros. A Bolt, plataforma que junta na sua aplicação móvel TVDE, trotinetes e bicicletas, desenvolveu uma inovação tecnológica para testar se o utilizador de uma trotinete elétrica está alcoolizado, podendo impedi-lo de desbloquear o veículo e fazer a viagem.

Esta funcionalidade irá estar operacional entre as 00:00 e as 06:00 e será “um teste de reação em que será medido o tempo em que se responde a um ‘jogo’ para avaliar se a pessoa está em condições para conduzir em segurança”.

Na aplicação do telemóvel, após escolher a viagem de trotinete, o utilizador irá ter de fazer um jogo (com a imagem de um capacete) que irá aparecer no ecrã, sendo pedido que se toque na imagem de forma a medir o tempo de reação entre o surgimento do capacete e o ato de tocar no mesmo. Se a reação for considerada muito lenta, a aplicação recomenda que seja pedido um TVDE (transporte individual e remunerado de passageiros em veículos descaracterizados a partir de plataforma eletrónica) e bloqueia a escolha da opção trotinete.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS