Produção na construção diminui 1,6% em março

A produção na construção diminuiu 1,6% em março, em termos homólogos, mas no mesmo período as remunerações no setor subiram 5,9%, face a março de 2020, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística.

Produção na construção diminui 1,6% em março

Produção na construção diminui 1,6% em março

A produção na construção diminuiu 1,6% em março, em termos homólogos, mas no mesmo período as remunerações no setor subiram 5,9%, face a março de 2020, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística.

O índice hoje divulgado resulta de uma descida de 3,1% do segmento da construção de edifícios (-4,8% em fevereiro) e da subida de 0,5% do segmento de engenharia civil (2,2 pontos percentuais superior a fevereiro).

A contração homóloga de 1,6% em março do índice de produção na construção foi dois pontos percentuais (pp) superior à registada em fevereiro.

Em termos de variação em cadeia, registaram-se em março aumentos de 0,7% na produção total do setor da construção, de 0,3% na construção civil e de 1,4% na engenharia civil.

Já os índices de emprego e de remunerações na construção, resultantes de um inquérito mensal do INE a empresas da construção e de promoção imobiliária, apresentaram em março subidas homólogas de 0,7% e 5,9%, contra variações de -0,4 e 0,1% no mês anterior, respetivamente.

Face a fevereiro, os índices de emprego e de remunerações aumentaram 0,9% e 4%, contra quedas de 0,3% e 1,7%, respetivamente, no mesmo período de 2020.

O índice do INE é feito com base num inquérito mensal a empresas sediadas no território nacional que se dedicam principalmente à construção, recolhendo informação sobre o número de horas trabalhadas em engenharia civil e na construção de edifícios.

VP // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS