Processo de venda visou garantir operação das barragens, não fugir a impostos

O presidente executivo da EDP afirmou que o pressuposto associado ao processo de venda de 6 barragens foi o de garantir a operação destas sem sobressalto e não fugir aos impostos.

Processo de venda visou garantir operação das barragens, não fugir a impostos

Processo de venda visou garantir operação das barragens, não fugir a impostos

O presidente executivo da EDP afirmou que o pressuposto associado ao processo de venda de 6 barragens foi o de garantir a operação destas sem sobressalto e não fugir aos impostos.

“O pressuposto [deste processo] foi sempre o de garantir a operação das barragens sem sobressalto, não de fugir aos impostos”, afirmou Miguel Stilwell de Andrade, que está hoje a ser ouvido na comissão de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território a propósito da a operação de venda de seis barragens no Douro ao consórcio liderado pela Engie.

O presidente executivo da EDP reiterou ainda que a venda foi “uma operação normal” e que foram cumpridas todas as leis nacionais e internacionais.

LT // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS