‘Prime rate’ moçambicana mantém-se inalterada pelo terceiro mês consecutivo

A taxa de juro de referência do sistema financeiro de Moçambique (‘prime rate’) vai manter-se inalterada em janeiro em 18%, anunciou hoje o banco central moçambicano.

'Prime rate' moçambicana mantém-se inalterada pelo terceiro mês consecutivo

‘Prime rate’ moçambicana mantém-se inalterada pelo terceiro mês consecutivo

A taxa de juro de referência do sistema financeiro de Moçambique (‘prime rate’) vai manter-se inalterada em janeiro em 18%, anunciou hoje o banco central moçambicano.

“O Banco de Moçambique e a Associação Moçambicana de Bancos comunicam que a prime rate a vigorar no mês de janeiro mantém-se inalterada em 18%”, lê-se num comunicado do banco central moçambicano.

Desde que foi criada, em maio de 2017, a taxa de referência nunca subiu e já caiu 9,75 pontos percentuais.

A última descida aconteceu em outubro, quando recuou de 18,3% para 18%.

O Comité de Política Monetária (CPMO) decidiu em outubro manter inalteradas as taxas diretoras da economia, que servem de base ao cálculo da ‘prime rate’, por haver riscos de subida da inflação causados, entre outros fatores, pela instabilidade militar que se reacendeu no centro e norte do país.

A criação da ‘prime rate’ foi acordada entre o banco central e a Associação Moçambicana de Bancos (AMB) para eliminar a proliferação de taxas de referência no custo do dinheiro e entrou em vigor a 01 de junho de 2017.

O objetivo é que todas as operações de crédito sejam baseadas numa taxa única, “acrescida de uma margem (spread), que será adicionada ou subtraída à ‘prime rate’ mediante a análise de risco” de cada contrato, explicam os promotores.

EYAC (LFO) // SB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS