Preço dos passes vai manter-se em 2021 na Área Metropolitana de Lisboa

O preço dos passes Navegante que servem a Área Metropolitana de Lisboa (AML) vão manter-se inalterados a partir de janeiro, pelo segundo ano consecutivo, anunciou hoje a AML.

Preço dos passes vai manter-se em 2021 na Área Metropolitana de Lisboa

Preço dos passes vai manter-se em 2021 na Área Metropolitana de Lisboa

O preço dos passes Navegante que servem a Área Metropolitana de Lisboa (AML) vão manter-se inalterados a partir de janeiro, pelo segundo ano consecutivo, anunciou hoje a AML.

Também a taxa de atualização tarifária para os restantes títulos de transporte público de passageiros na AML em 2021 será de 0%, “devendo assim o valor das respetivas tarifas manter-se igual ao praticado no ano de 2020”.

A AML destaca que esta decisão da Comissão Executiva Metropolitana de Lisboa está em linha com a taxa de atualização tarifária de 0% para o transporte público coletivo de passageiros, decretada para o próximo ano pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, e após articulação com as autoridades de transportes confinantes.

Os preços dos passes e demais títulos de transporte estão disponíveis em www.aml.pt.

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) anunciou em 30 de outubro que os preços do transporte público coletivo de passageiros vão manter-se inalterados em 2021.

“A taxa de atualização tarifária, no âmbito da atualização tarifária regular para o transporte público coletivo de passageiros, a vigorar a partir de 1 de janeiro de 2021, e que tem como valor máximo a taxa de variação média do Índice de Preços no Consumidor, exceto habitação, nos 12 meses que decorrem entre outubro do 2019 e setembro de 2020, ou 0 quando esta taxa for negativa, é, nos termos dos dados publicitados pelo Instituto Nacional de Estatística, de 0%”, afirmou na altura a AMT, em comunicado.

Na estimativa rápida do Índice de Preços no Consumidor (IPC) divulgada no mesmo dia, o INE avançou que a taxa de inflação homóloga, excluindo habitação, no continente terá sido de -0,18% em outubro, o que deveria resultar numa estabilização dos preços do transporte público coletivo de passageiros no próximo ano. 

 

RCS (ICO) // MLS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS