Portugueses fazem mais compras online para escapar ao aumento de preços

O aumento de preços mais acentuado em artigos de cosmética, saúde e produtos para animais tem forçado consumidores a procurar por melhores preços no comércio online.

Portugueses fazem mais compras online para escapar ao aumento de preços

Portugueses fazem mais compras online para escapar ao aumento de preços

O aumento de preços mais acentuado em artigos de cosmética, saúde e produtos para animais tem forçado consumidores a procurar por melhores preços no comércio online.

O aumento de preços mais acentuado em artigos de cosmética, saúde e produtos para animais tem forçado consumidores a procurar por melhores preços no comércio online, revela uma análise do KuantoKusta aos preços e às compras realizadas pelos portugueses entre os dias 1 e 25 de abril.

Durante este mês, o KuantoKusta registou um aumento substancial nas vendas online de ração e acessórios para animais (+30%), suplementos e vitaminas (+10%) e cosmética (+10%), categorias estas que registaram subidas de preço acentuadas nos últimos dois meses.

Dois terços das mulheres inquiridas em estudo dizem ter sido alvo de body shaming

Quase dois terços (64%) das mulheres inquiridas num estudo afirmam ser ou ter sido alvo de comentários depreciativos ou insultos sobre o seu corpo, em especial por parte dos amigos, familiares e conhecidos (…continue a ler aqui)

Segundo o comparador de preços e marketplace, os produtos que mais encareceram durante os meses de março e abril, em comparação com os primeiros dois meses do ano, pertencem às categorias de saúde e beleza (+12,75%), alimentação para bebés (+10,73%), produtos veterinários (+8,5%), higiene (+4,6%) e ração para cães (+2,56%).

“A inflação e o seu efeito em produtos de compra recorrente tem preocupado seriamente os consumidores portugueses, o que explica o aumento da procura no online por melhores preços, pois funciona como uma montra gigante de produtos. As pessoas querem encontrar a melhor solução para todo o tipo de compras, quer seja no comércio tradicional, quer seja no comércio online”, explica Ricardo Pereira, diretor de marketing do KuantoKusta.

Portugueses já tinham hábito de comparar preços

Apesar da pandemia e dos sucessivos confinamentos terem obrigado muitos consumidores a recorrer ao online para produtos que adquiriam habitualmente no comércio tradicional, como supermercados, as subidas de preços que se verificaram nos últimos dois meses empurraram ainda mais portugueses para o e-commerce, na expetativa de encontrar opções de compra mais baratas para as suas necessidades mais frequentes.

“Os portugueses já tinham o hábito de comparar preços e recorrer ao online para compras de artigos de valor mais elevado, como telemóveis, eletrodomésticos e informática, mas com este aumento de preços e com o impacto que este tipo de compras recorrentes tem no orçamento familiar, estas categorias cresceram muito no e-commerce nas últimas semanas e prevemos que, tal como muitos dos novos hábitos de consumo verificados durante a pandemia, estes comportamentos venham para ficar”, destaca o mesmo responsável.

Impala Instagram


RELACIONADOS