Portugal faz hoje leilões de Bilhetes do Tesouro para arrecadar até 1.250 ME

Portugal regressa hoje aos mercados com dois leilões de linhas de Bilhetes do tesouro (BT), a três e a 11 meses, e um montante indicativo entre 1.000 e 1.250 milhões de euros.

Portugal faz hoje leilões de Bilhetes do Tesouro para arrecadar até 1.250 ME

Portugal faz hoje leilões de Bilhetes do Tesouro para arrecadar até 1.250 ME

Portugal regressa hoje aos mercados com dois leilões de linhas de Bilhetes do tesouro (BT), a três e a 11 meses, e um montante indicativo entre 1.000 e 1.250 milhões de euros.

Segundo um comunicado da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), os leilões, que serão realizados pelas 10:30, são de linhas de BT com maturidades em 17 de setembro de 2021 e 20 de maio de 2022, com um montante indicativo global entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milhões de euros.

Em 21 de abril, Portugal colocou 1.250 milhões de euros, igual ao montante máximo anunciado, em BT a três e a 11 meses, com os juros a descerem face aos anteriores leilões comparáveis.

Segundo a página do IGCP na Bloomberg, na altura, a 11 meses foram colocados 800 milhões de euros em BT à taxa de juro média de -0,558%, inferior à registada em 17 de fevereiro, quando foram colocados 625 milhões de euros à taxa de juro média de -0,524%.

A três meses foram colocados nessa altura 450 milhões de euros em BT à taxa média de -0,599%, também inferior à registada em 17 de fevereiro, quando foram colocados 625 milhões de euros a -0,543%.

A procura atingiu 2.431 milhões de euros para os BT a 11 meses, 3,04 vezes o montante colocado, e 1.641 milhões de euros para os BT a três meses, 3,65 vezes o montante colocado.

Depois disso, em 19 de maio, Portugal colocou 1.750 milhões de euros, igual ao montante global máximo indicativo, em BT a seis e a 12 meses, com os juros a caírem para mínimos de sempre nos dois prazos.

Segundo a página do IGCP na agência Bloomberg, a 12 meses foram colocados 1.000 milhões de euros em BT à taxa de juro média de -0,536%, mínima de sempre e inferior à registada em 17 de março, quando foram colocados também 1.000 milhões de euros à taxa de juro média de -0,527%.

A seis meses foram colocados 750 milhões de euros em BT à taxa média de -0,571%, também inferior à verificada em 17 de março, quando foram colocados 500 milhões de euros a -0,554%.

ICO (ALYN/MC) // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS