Portugal colocou hoje 1.250 ME a 3 e 11 meses a juros ainda mais negativos

Portugal colocou hoje 1.250 milhões de euros, montante máximo indicativo, em Bilhetes de Tesouro (BT) a três e 11 meses a taxas de juros médias, de novo, negativas e inferiores às dos anteriores leilões comparáveis, foi hoje anunciado.

Portugal colocou hoje 1.250 ME a 3 e 11 meses a juros ainda mais negativos

Portugal colocou hoje 1.250 ME a 3 e 11 meses a juros ainda mais negativos

Portugal colocou hoje 1.250 milhões de euros, montante máximo indicativo, em Bilhetes de Tesouro (BT) a três e 11 meses a taxas de juros médias, de novo, negativas e inferiores às dos anteriores leilões comparáveis, foi hoje anunciado.

Portugal colocou hoje 1.250 milhões de euros, montante máximo indicativo, em Bilhetes de Tesouro (BT) a três e 11 meses a taxas de juros médias, de novo, negativas e inferiores às dos anteriores leilões comparáveis, foi hoje anunciado.

Segundo a página do IGCP – Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública na Bloomberg, no prazo de 11 meses foram colocados hoje 950 milhões de euros à taxa de juro média de -0,135%, inferior à de -0,096 verificada no leilão precedente desta maturidade em 15 de fevereiro. A procura de BT a 11 meses atingiu 1.335 milhões de euros, 1,41 vezes o montante colocado.

Em relação aos BT a três meses, o IGCP colocou 300 milhões de euros a uma taxa de juro média negativa de -0,266%, também inferior à de -0,219%, verificada no anterior leilão comparável em 15 de fevereiro. O total de propostas dos investidores para esta maturidade atingiu 750 milhões de euros, duas vezes e meia o montante colocado.

O IGCP tinha anunciado que iria hoje ao mercado com dois leilões das linhas de BT com maturidades de três e 11 meses para colocar um montante global indicativo entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS