Portugal colocou 1.000 ME em dívida a 8 e 17 anos, no prazo mais curto a juros negativos

Portugal colocou hoje 1.000 milhões de euros, montante máximo indicativo, em Obrigações do Tesouro a cerca de oito e 17 anos, a juros negativos no prazo mais curto, foi hoje anunciado.

Portugal colocou 1.000 ME em dívida a 8 e 17 anos, no prazo mais curto a juros negativos

Portugal colocou 1.000 ME em dívida a 8 e 17 anos, no prazo mais curto a juros negativos

Portugal colocou hoje 1.000 milhões de euros, montante máximo indicativo, em Obrigações do Tesouro a cerca de oito e 17 anos, a juros negativos no prazo mais curto, foi hoje anunciado.

Segundo a página do IGCP, que gere a dívida pública, na agência Bloomberg, foram colocados 654 milhões de euros em OT com maturidade em 17 de outubro de 2028 (cerca de oito anos) à taxa de juro de -0,085%.

A procura cifrou-se em 1.546 milhões de euros, 2,36 vezes o montante colocado.

Com maturidade em 15 de abril de 2037 (cerca de 17 anos), Portugal colocou hoje 346 milhões de euros à taxa de juro de 0,472%.

A procura atingiu hoje cerca de 793 milhões de euros, 2,29 vezes o montante colocado.

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) anunciou que realizava hoje dois leilões de OT com maturidade em 17 de outubro de 2028 (cerca de oito anos) e em 15 de abril de 2037 (cerca de 17 anos) e um montante indicativo global entre 750 milhões de euros e 1.000 milhões de euros.

Nos anteriores leilões de OT, em 09 de setembro, Portugal colocou 1.211 milhões de euros, abaixo do máximo indicativo, em Obrigações do Tesouro a 10 e 25 anos, a juros mais baixos.

Naquela data foram colocados 964 milhões de euros em Obrigações do Tesouro (OT) com maturidade em 18 de outubro de 2030 (OT 0,475% 18out2030) – cerca de 10 anos – à taxa de juro de 0,329%, inferior à registada em 26 de agosto, de 0,336%, quando foram colocados 800 milhões de euros.

A procura cifrou-se em 2.110 milhões de euros, 2,19 vezes o montante colocado.

Com maturidade em 15 de fevereiro de 2045 (OT 4,1% 15fev2045) – cerca de 25 anos -, Portugal colocou 247 milhões de euros à taxa de juro de 1,045%, inferior à registada no anterior leilão comparável, em 10 de julho de 2019, quando foram colocados 270 milhões de euros em OT à taxa de juro de 1,426%.

A procura atingiu cerca de 842 milhões de euros, 3,41 vezes o montante colocado.

MC // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS