Porto de Lisboa quer aumentar eficiência do terminal de Alcântara num investimento de 122ME

A presidente da Administração do Porto de Lisboa, Lídia Sequeira, anunciou hoje o desenvolvimento de um projeto de aumento de eficiência do terminal de Alcântara, num investimento de 122 milhões de euros, considerando-o “extremamente importante”.

Porto de Lisboa quer aumentar eficiência do terminal de Alcântara num investimento de 122ME

Porto de Lisboa quer aumentar eficiência do terminal de Alcântara num investimento de 122ME

A presidente da Administração do Porto de Lisboa, Lídia Sequeira, anunciou hoje o desenvolvimento de um projeto de aumento de eficiência do terminal de Alcântara, num investimento de 122 milhões de euros, considerando-o “extremamente importante”.

“É um projeto que está a ter o seu desenvolvimento e que vai, com certeza, traduzir-se numa eficiência brutal no Porto de Lisboa”, declarou Lídia Sequeira, em declarações aos jornalistas, no âmbito de uma visita de trabalho do ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, ao Porto de Lisboa.

A presidente da Administração do Porto de Lisboa destacou, ainda, o projeto de navegabilidade do Tejo, que está em curso, referindo que é “um projeto instrumental, não em termos de valor do volume de investimento, mas em termos instrumentais, porque um porto tem que ter um modo de transporte pesado associado”.

Num investimento de 20 milhões de euros, o projeto de navegabilidade do Tejo vai desenvolver-se “com toda a celeridade”.

“No Porto de Lisboa, temos, também, associado o projeto do terminal do Barreiro, que é um projeto que desenvolverá completamente a face do Porto de Lisboa”, indicou a responsável, adiantando que se trata de um investimento de 450 milhões de euros.

Além destes investimentos, Lídia Sequeira apontou o projeto do “Campus do Mar”, “que mudará toda uma zona do Porto de Lisboa e introduzirá uma nova vertente e uma nova dinâmica na zona ribeirinha”, no valor de 300 milhões de euros.

A partir de hoje, o Porto de Lisboa dispõe de um novo serviço regular de contentores «Samskip Portugal Service», que será operador no Terminal de Contentores de Santa Apolónia — Sotagus, com uma rotação semanal que fará a ligação entre Tilbury no Reino Unido e Portugal, passando por Roterdão e Leixões, permitindo acesso à rede europeia da Samskip, com conexões à Escandinávia e Europa Central e Oriental.

Para o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, o Porto de Lisboa “é um porto muito importante para o desenvolvimento do país”, realçando os desafios e os investimentos que estão previstos.

“Estivemos a conversar sobre vários dos investimentos que estão programados tanto para Lisboa como para Setúbal”, disse o governante, no âmbito da visita de trabalho, em que esteve no Terminal de Contentores de Santa Apolónia — Sotagus e no TMPB – Terminal Multiusos do Poço do Bispo.

O Porto de Lisboa é um porto multifuncional, composto por 15 terminais portuários dedicados a todos os tipos de carga e um de passageiros de cruzeiro.

SSM // MCL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS